Home Escola A matemática e o fantasma de Nuno Crato – Manuel Carvalho

A matemática e o fantasma de Nuno Crato – Manuel Carvalho

669
1

Depois de vários anos de boas notícias na frente da educação que nos chegavam através de importantes estudos internacionais, estão aí os primeiros indicadores que nos permitem suspeitar que a tendência positiva congelou. Mas em vez de todos (pais, professores, Governo, oposição) sermos convocados para uma reflexão profunda capaz de nos ajudar a entender o que está a acontecer, o secretário de Estado da Educação João Costa abriu o período de caça aos suspeitos do costume: os seus antecessores no Governo. A remissão do pecado para Nuno Crato, que está fora de jogo há mais de uma legislatura, não é apenas ridícula: é contraproducente e perigosa. Porque tenta encontrar uma resposta a um problema grave e complexo como o da avaliação dos nossos alunos através da menção de um simples bode expiatório.

Dizer neste contexto que a culpa é do anterior Governo envolve uma tentativa de encobrimento de responsabilidades próprias que não ajudam a resolver o problema. Porque, não nos iludamos, há um problema. Os alunos portugueses, os professores e toda a comunidade educativa não perderam competências de um dia para outro nem o extraordinário progresso das nossas escolas medidas através do TIMSS ou do PISA não ficou irremediavelmente perdido. Mas havia um caminho que aproximava os desempenhos dos nossos alunos ao dos países mais avançados e esse caminho está a desaparecer.

Fonte: Público

1 COMMENT

  1. Está a desaparecer e a resposta chama-se : Flexibilidade curricular. E o jornalista não sabe da missa a metade do que se passa nas escolas! É muito mau e sei do que falo!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here