Home Notícias 50 mil professores em protesto. Fica o aviso!

50 mil professores em protesto. Fica o aviso!

2147
3

O número é bastante significativo e não pode ser ignorado pelo Ministério da Educação. Foi um grande dia, um dia de união onde se provou que os professores não vão aceitar esmolas e exigem que o investimento na Educação seja uma prioridade nacional.

E agora? Agora é aproveitar esta força e apostar na ILC e greve às avaliações. Espero sinceramente que os sindicatos não repitam o erro de uma greve aos exames. Os 50000 que estiveram na rua merecem mais que uma greve ineficaz.

Quanto à cobertura mediática, foi a expectável…  Na sociedade atual, o Bruno de Carvalho e o casamento real são muito mais importantes…

P.S – E a plataforma para assinar a ILC continua em baixo… Vergonha!

Milhares de professores de todo o país concentrados em Lisboa

(Público)

Professores em protesto admitem greve ainda este ano letivo

(Correio da Manhã)

Foram cerca de 50 mil professores que participaram este sábado na manifestação em Lisboa a exigir medidas do Ministério da Educação, segundo uma estimativa avançada à agência Lusa pelo secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Mário Nogueira.

“Passou todas as expetativas”, afirmou Mário Nogueira dizendo que estiveram presentes no Marquês de Pombal “mais de 50 mil professores”, tendo por base contas feitas com a ajuda da PSP.

O secretário-geral da Fenprof acrescentou que devido a problemas de trânsito houve muitos professores da zona de Lisboa que acabaram por chegar um pouco mais tarde.

3 COMMENTS

  1. Pois. Eu ouvi o Mário Nogueira dizer que se após a reunião de dia 4 com o ministro, não houvesse soluções, ir-se-ia para a luta.
    As aulas dos anos de exame terminam no dia 6 de junho. A partir de dia 7, haverá reuniões de avaliação e era para essas reuniões de anos de exame que deveriam ser marcadas as greves, em sistema rotativo, como já se fez um ano e que causaria impacto pois atrasaria todo o processo de exames. É essa greve, pelo que oiço, que todos os professores estão dispostos a fazer.
    Falar em greve aos exames quando sabem que serão decretados serviços mínimos?

    Os sindicatos que façam já o pré aviso para as reuniões a partir de dia 6. Não esperem por dia 4. Para cancelar, há tempo. Já foi dado demasiado tempo. Há 3 anos que andamos nisto. BASTA!

  2. Eu também gostaria muito que os sindicatos fizessem já o pre-aviso de greve às reuniões de avaliação inclusivamente às de 11e12 anos – seria um sinal que os sindicatos enviariam aos professores de que podemos ainda contar com eles (o que até agora não aconteceu, parece que as acções propostas pelos sindicatos são apenas de diversão para enganar os menos atentos). Não sei o que poderemos fazer para pressionar os sindicatos neste sentido

  3. o casamento monárquico e o futebol ocuparam todo os espaço televisivo, ignorando esta ação de protesto…
    foi o oposto do que aconteceu há 10 anos, quando a cobertura televisiva até envolveu helicópteros…
    o jornalismo também se degrada com o tempo…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here