Home Escola 412 Escolas com casos de Covid-19 e 63 Escolas com surtos ativos

412 Escolas com casos de Covid-19 e 63 Escolas com surtos ativos

7848
1

Já que não se entendem sobre os números, pois uns falam em casos outros em surtos, ficam ambas as informações e o leitor que tire as suas próprias conclusões…

Uma coisa é certa, quer os números da DGS, quer os números da FENPROF, estão a subir em flecha.


Loader Loading...
EAD Logo Taking too long?
Reload Reload document
| Open Open in new tab

Download [689.65 KB]

COVID-19: HÁ 63 ESCOLAS E 107 LARES DE IDOSOS COM SURTOS ATIVOS

Portugal contabiliza, esta sexta-feira, 63 escolas e 107 lares de idosos com surtos ativos de covid-19, anunciou a ministra da Saúde, Marta Temido.

Na conferência de imprensa de atualização sobre a evolução da pandemia, a ministra foi questionada sobre o encerramento das escolas dos agrupamentos de Borba e Vila Viçosa, no distrito de Évora, devido aos casos de covid-19 e se tal também vai acontecer nos estabelecimentos de ensino de Lousada, Felgueiras e Paços de Ferreira, onde o aumento do número de casos mereceu medidas especiais anunciadas na quinta-feira pelo Governo.

A governante explicou que a decisão das autoridades de saúde pública é “MÉDICA E TOMADA EM FUNÇÃO DE UM DETERMINADO CONTEXTO” e que “A REGRA É NÃO FECHAR ESCOLAS”.

RELATIVAMENTE A FELGUEIRAS, PAÇOS DE FERREIRA E LOUSADA A DECISÃO NÃO FOI O ENCERRAMENTO DE ESCOLAS PORQUE O QUE NÓS QUEREMOS CONTROLAR É UMA DISSEMINAÇÃO DA INFEÇÃO EM TERMOS DE OUTROS CONTEXTOS. A DISSEMINAÇÃO ESTÁ MUITO ASSOCIADA A OUTROS CONTEXTOS QUE NÃO SÃO ESPECIFICAMENTE O TRABALHO OU A ESCOLA”, afirmou.

Marta Temido salientou também que não faz parte da estratégia “encerrar escolas a não ser em casos extremos, algo que a Organização Mundial da Saúde tem apelado”.

CAPACIDADE MÁXIMA DO SNS É DE 17.700 CAMAS

A capacidade máxima de resposta dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para assistência na pandemia de covid-19 é de cerca de 17.700 camas, esclareceu a ministra da Saúde.

A governante recordou que as unidades hospitalares do SNS dispõem de uma capacidade total de cerca de 21.000 camas, mas que nem todas podem ser enquadradas num contexto de resposta potencial, pelo facto de estarem incluídas nesse número hospitais especializados, como unidades psiquiátricas

PARA EFEITOS DE RESPOSTA POTENCIAL, ESTAS SÃO 19.700 CAMAS EM HOSPITAIS GERAIS: 34% NO NORTE, 21% NO CENTRO, 36% EM LISBOA E VALE DO TEJO, 4% NO ALENTEJO E 5% NO ALGARVE. DAS CERCA DE 19.700 CAMAS, ALGUMAS NÃO PODEM SER CONSIDERADAS PARA RESPOSTA A PICOS DE AFLUÊNCIA, COM CAMAS AFETAS A ACIDENTES VASCULARES CEREBRAIS, PROBLEMAS CORONÁRIOS OU NEONATOLOGIA. POR REGRA, PARA A NOSSA CONTABILIZAÇÃO SÃO CONTABILIZADAS APENAS CAMAS MÉDICO-CIRÚRGICAS, OU SEJA, 17.700. ESTA É A CAPACIDADE MÁXIMA”, afirmou.

“PRESSÃO ESPECIAL NO NORTE” DITA HOSPITAL DE CAMPANHA EM PENAFIEL

A ministra da Saúde, Marta Temido, revelou que está a ser instalado um hospital de campanha em Penafiel para ajudar no combate à pandemia de covid-19, assumindo que a capacidade de assistência no Norte está sob pressão.

HÁ UMA PRESSÃO ESPECIAL NO NORTE, DAÍ QUE ESTEJA A SER MONTADO NESTE MOMENTO UM HOSPITAL DE CAMPANHA NO PERÍMETRO DO HOSPITAL DE PENAFIEL, INTEGRANDO O CENTRO HOSPITALAR DO TÂMEGA E SOUSA”, afirmou a governante.

De acordo com Marta Temido, a gestão do número de camas passa por diferentes entidades que se articulam em vários níveis, relembrando que “os hospitais do Serviço Nacional da Saúde trabalham para dar resposta a todo o tipo de necessidades em saúde”.

Com efeito, a instalação de hospitais de campanha, também conhecidos como ‘hospitais de retaguarda’, era uma das medidas inseridas no plano outono-inverno 20-21.

A GESTÃO DE CAMAS É UMA RESPONSABILIDADE, EM PRIMEIRA MÃO, DE CADA ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR, MAS TAMBÉM, CONCERTADAMENTE, DE CADA ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE E, EM REDE, ENTRE TODOS OS HOSPITAIS PÚBLICOS, SENDO ESTA GESTÃO DINÂMICA E CONSTANTE”, asseverou a ministra.

500 MIL TESTES RÁPIDOS DA CRUZ VERMELHA

O Ministério da Saúde aceitou a proposta de fornecimento de 500 mil testes rápidos de deteção de infeção com o novo coronavírus apresentada pela Cruz Vermelha, anunciou a ministra da tutela, Marta Temido.

Na conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, a governante revelou que estes testes vão chegar por fases e que a primeira entrega deve ocorrer no início do próximo mês.

“O MINISTÉRIO DA SAÚDE ACEITOU A DISPONIBILIDADE DA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA PARA O FORNECIMENTO DE TESTES RÁPIDOS. ESTÃO PRÉ-RESERVADOS, PELA CRUZ VERMELHA PORTUGUESA, UM TOTAL DE 500 MIL TESTES. [SERÃO RECEBIDOS] EM TRANCHES, DE FORMA FASEADA, AO ABRIGO DE UM FINANCIAMENTO EUROPEU. A PRIMEIRA FASE DE ENTREGA, 100 MIL TESTES, SERÁ NA PRIMEIRA SEMANA DE NOVEMBRO E SERÃO UTILIZADOS NAS CONDIÇÕES DEFINIDAS PELA NORMA DE ESTRATÉGIA NACIONAL DE TESTES PARA A SARS-COV-2 EM CONTEXTO DE SURTOS”, observou.

Marta Temido clarificou mais à frente na conferência de imprensa que a integração destes testes rápidos não vai pesar no financiamento previsto para o Ministério da Saúde no Orçamento do Estado e que estes testes antigénio serão aproveitados para lidar com surtos em lares, segundo uma norma que vai sair “até ao final desta semana”.

Adicionalmente, a ministra da Saúde informou que a emissão de requisição de testes de diagnóstico da covid-19 a partir da linha SNS24 foi ativada hoje de manhã, como meio para agilizar a disponibilização de testes numa fase de crescimento acentuado das infeções e num dia em que o país bateu o recorde de pessoas internadas (1.418) em hospitais devido à doença provocada pelo novo coronavírus.

(…)

Fonte: TVI24


Covid-19 em Portugal: o dia com mais novos casos e com o número mais elevado de internados

Portugal registou 21 mortes (uma diminuição em relação a sexta-feira) e 3669 casos (um aumento) ligados à covid-19. O número de internamentos atingiu os picos de Abril e existem agora 1455 pessoas internadas. Quase 2 mil pessoas recuperaram nas últimas 24 horas. Região Norte com 60% dos novos casos.

1 COMMENT

  1. A lista do sindicato não está completa. Em Penafiel há mais agrupamentos com casos confirmados (p.ex. Agrupamento Joaquim de Araújo)… mas há mais… e se se fizessem testes, ainda haveria mais…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here