Home Notícias 2-9-18 Aprovados E Reações Que Valem Uma Mão Cheia De Nada

2-9-18 Aprovados E Reações Que Valem Uma Mão Cheia De Nada

263
1

Sinceramente nem vou comentar pois como poderão ler no final, estes senhores andam literalmente a gozar connosco…

PSD acusa Governo de “farsa” nas negociações com professores e aguarda decisão do Presidente da República

O PSD acusou hoje o Governo de ter feito “uma farsa” negocial com os professores, mas escusou-se a adiantar que posição tomará no parlamento antes de conhecer a decisão do Presidente da República de promulgar ou vetar o diploma.

CDS acusa Governo de ter fechado a porta na cara dos professores

“Numa negociação visa-se chegar a um ponto comum. Aquilo que o Governo tem feito desde há algum tempo é ser totalmente intransigente com o seu ponto – e hoje aprovou-o. Isso tem uma consequência preocupante, que é prolongar nas escolas portuguesas um clima indesejável de instabilidade”, frisou.

O deputado do CDS-PP lamentou também que os professores não tenham “um interlocutor sério para negociar da parte do Governo” e desafiou o executivo a apresentar de forma detalhada os cálculos sobre o impacto financeiro referente às diferentes opções em causa na contabilização do tempo congelado das carreiras dos professores.

“Se o Governo fosse sério, negociava a sério com os professores. E se fosse sério fornecia os números de cada uma das opções, permitindo aos partidos da oposição terem uma posição fundamentada, que neste momento é impossível terem. Nós não temos os dados do impacto financeiro, em termos de gradualidade, de cada uma das opções”, acrescentou João Almeida.

Professores: PCP promete apreciação parlamentar para alterar diploma do tempo de serviço

“O grupo parlamentar do PCP considera que esta insistência do Governo em apenas reconhecer cerca de dois anos do tempo de serviço é um caminho incorreto, errado, ilegítimo. O Orçamento do Estado para 2018 do que fala é da contagem do tempo de serviço, portanto, consideramos que tem de ser considerada a integralidade dos nove anos, quatro meses e dois dias”, afirmou a deputada comunista Ana Mesquita, em declarações aos jornalistas no parlamento, em Lisboa.

“Aquilo que está a acontecer mostra, mais uma vez, aquilo que é a intransigência do Governo em não fazer a negociação naquilo em que tem de ser feita, que é no prazo da expressão remuneratória e no modo como é feita e não em si no tempo de serviço, que não está em negociação”, continuou a parlamentar do PCP.

Para Ana Mesquita, “seguindo este decreto-lei, nestes moldes, para o Presidente da República e, eventualmente, sendo promulgado, o PCP fará, como anunciou, a apreciação parlamentar ao decreto-lei, uma apreciação que faça propostas de alteração para que seja reconhecido todo o tempo de serviço”.

Governo sobe ligeiramente o tempo de serviço dos professores

O Governo deu luz verde à contagem parcial do tempo de serviço dos professores. O diploma foi aprovado nos moldes anteriores, ou seja, os docentes vão ver recuperados apenas dois anos, nove meses e dezoito dias do tempo de serviço congelado.

Centeno diz que aumento da contestação social é reflexo da melhoria da vida dos portugueses

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here