Home Escola 12ª Agressão | Pai De Aluno Agride Professora Na Escola Dr Ruy...

12ª Agressão | Pai De Aluno Agride Professora Na Escola Dr Ruy De Andrade

2194
4

Convém sempre ouvir as versões de ambas as partes antes de entrar na escola ao estilo “Rambo”…

E já vão 12 agressões a docentes/não docentes desde o início do ano letivo, dando uma média de 2 agressões por semana.

O ComRegras irá manter o registo de todas as agressões a docentes e não docentes.

Qualquer denúncia deve ser feita para [email protected]

Fica a notícia.


Esta terça feira, dia 29, o pai de um aluno da Escola Dr Ruy de Andrade no Entroncamento terá agredido uma professora, depois do filho se ter queixado de esta o ter agredido.

Segundo conseguimos apurar a professora terá separado dois alunos que se envolveram em zaragata na terça feira, sendo que um deles comunicou ao pai que a professora lhe bateu, ao que este se dirigiu à Escola, procurou a professora, e tê-la-à agredido.

A PSP foi chamada ao local e tomou conta da ocorrência, tendo esta manhã marcado presença na abertura da Escola para precaver qualquer situação anormal, o que não se veio a verificar.

As aulas decorreram normalmente até ao meio da manhã, altura em que as aulas foram interrompidas para a realização de uma reunião com os professores e a Direção do Agrupamento.

Durante este período sem aulas, os alunos começaram a espalhar o boato, através de SMS para os pais, de que haveriam alunos com armas na Escola, o que viria a motivar uma correria de pais em pânico para levarem os filhos para casa.

O EOL tentou falar com a Direção do Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, que não se mostrou disponível para prestar declarações.

Fonte: Entroncamento Online

4 COMMENTS

  1. Reunião durante a componente lectiva… Ups…a coisa deve ter sido mesmo séria!!!

    Outra possibilidade é a flexibilidade… como bem sabem os professores que gostam de Ensinar aquilo em que se especializaram, a AULA é, efectivamente, o que menos interessa nesta distracção e entretém da flebilidade!

    Qualquer dos casos… deverá ser mau demais… E, os PAIS que se preocupem, SERIAMENTE… pois que o Sr Jorge Ascenção, tal como o anterior, anda a fazer pela carreira.

  2. Acho interessante que se preocupem com uma reunião em hora de aulas e não com o ocorrido; acho mesmo interessante.
    Há tempos houve uma invasão de uma escola de futebol, com agressões a quem nesse espaço trabalhava. Os invasores foram detidos, ficaram detidos, foram acusados de terrorismo e agressões; professores e auxiliares são agredidos quase diariamente nas escolas, não se passa nada, o ministério vem dizer que não se passa mesmo nada e que a situação está melhor que em anos anteriores e, mesmo neste espaço, dois comentadores preocupam-se, isso sim, com uma reunião ocorrida em horário lectivo. É por isso que este país está como está, o que se passa no mundo do futebol é que é importante, o resto? educação e essas tretas? não interessam nada, os professores estão lá é para isso, para apanharem e serem desconsiderados por todos.
    Felizmente não sou professor, porque se o fosse, mais facilmente seria como o outro que foi expulso por causa do telemóvel e de ter dado umas lambadas num aluno que as merecia, do que seria saco de pancada e alvo das agressões de alunos mal educados e mal comportados e, com o meu 1,90m de altura e 100 Kg de peso e mau génio quando a coisa azeda, de certeza que não seria alvo de tentativas de intimidação terrorista de pais que nunca o deveriam ter sido. Os professores terão que perceber que estão entregues a si próprios e sindicatos, em vez de andarem a promover grevezinhas por coisas como os 9A 4M e 2D, que eu considero que têm razão mas não deveriam ser o cerne dos problemas, melhor se centrem nas desconsiderações constantes de que os professores são alvo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here