Início Rubricas Uma tese sociológica sobre a animosidade contra os professores

Uma tese sociológica sobre a animosidade contra os professores

781
1
COMPARTILHE

A animosidade social que persiste há vários anos contra a profissão docente, tem raízes sócio-culturais que remontam à década de 80 do séc.XX. Uma atitude vulgarizada na população com filhos, era os pais considerarem que se os jovens não conseguissem exercer a profissão na área correspondente ao curso universitário, , então iam ‘dar aulas’; quantas vezes não se ouvia a expressão “se não conseguir emprego, vai dar aulas”…! Efetivamente, durante anos ocorreu esta situação: entrada nas escolas de pessoas que não encontraram emprego na área que desejavam. Esta atitude vulgarizou o estatuto social da profissão docente, remetendo-a a uma espécie de atividade temporária que servia para obter um salário até aparecer uma oportunidade na atividade que interessava. Essa vulgarização foi reforçada pelo Ministério da Educação, pois aceitava praticamente qualquer habilitação académica universitária para acesso ao concurso de colocação de professores; recordo a publicação das habilitações consideradas adequadas ao exercício docente, dando como exemplo (entre outros igualmente absurdos), o caso de poder lecionar Matemática quem tivesse o curso de fuzileiro…! Ou seja, qualquer um podia ser professor, mas um professor (com curso especializado na via ensino) não podia ser qualquer um…

Esta banalização académica levou à interpretação no subconsciente coletivo até à atualidade, de que não é necessária especialização- mas apenas um curso universitário- para lecionar, podendo ser uma estação de transbordo para outras profissões que se desejem. Neste contexto, a população encara a classe docente como não especialista e pejada de indivíduos que não estão na atividade que desejam exercer, rejeitando que a docência seja remunerada como uma profissão especializada, quando na realidade uma maioria de pessoas é altamente especializada, com grau académico obtido em áreas direcionadas especificamente para a lecionação dos currículos do sistema educativo.

Fonte habilitações académicas:https://www.dgae.mec.pt/?wpfb_dl=977

Mário Silva

COMPARTILHE

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here