Início Escola Tenho muitos alunos que não aguentam correr 2 minutos…

Tenho muitos alunos que não aguentam correr 2 minutos…

3490
4
COMPARTILHE

O coordenador do Programa Nacional para a Promoção da Actividade Física defende que as escolas deviam ter uma hora diária de Educação Física, o cenário que considera ideal e que já acontece nalguns países do norte da Europa. Em Portugal, cerca de 80% dos adolescentes não são suficientemente activos, refere Pedro Teixeira, responsável pelo mais recente programa prioritário da Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Ao ler o que está em cima pensei logo nas minhas turmas, principalmente nos meus quatro 7º anos. Cerca de 80% dos meus alunos está abaixo da considerada zona saudável, resultados obtidos pelo conhecido fitnessgram. O valor é assustador, mas pior… a inaptidão dos alunos em fazer movimentos do mais básico que há é cada vez mais frequente. E as lesões? bem… nunca tive tantos alunos com lesões como tenho este ano. Algumas são traumáticas, mas outras por manifesta incapacidade do corpo em aguentar movimentos e ângulos perfeitamente comuns.

Além disto, todas as aulas tenho alunos que não a fazem, ou porque estão menstruadas, ou porque dói aqui, dói acolá, porque estão indispostos, dormiram mal, etc… Eu até costumo brincar e perguntar, então? O que é desta vez? Dói-te o cabelo?

Tenho muitos alunos analfabetos motores!!! Tenho muitos alunos autênticas “flores de estufa”! E os pais aceitam que assim seja!

Reduziu-se o desporto escolar, tirou-se a média de educação física para o acesso ao ensino superior, o 1º ciclo apresenta ausências preocupantes ao nível da atividade física, os alunos passam horas e horas sentados numa sala, têm cargas letivas brutais e quando têm tempo livre, passam-no agarrado às tecnologias. Se somarmos a isto as “porcarias” que comem a toda a hora, o resultado não surpreende…

Não tenho dúvidas que a obesidade irá competir com as piores doenças e os culpados somos todos nós, todos nós que achamos que a atividade física é algo menor, que a disciplina de educação física deve ser reduzida à sua insignificância porque o que interessa são as contas e as letras.

Quero ver que contas e letras vão fazer daqui a uns anos com os diabetes, colesterol e outros que tais a dominarem as suas vidas.

Tenho alunos que não sabem correr! Tenho alunos que não sabem saltar! Tenho alunos que apresentam graves carências ao nível da lateralidade e coordenação! Tenho alunos que não entendem o simples processo de se afastar do adversário para receber uma bola sem oposição! Tenho alunos que não conseguem aguentar o peso do corpo sem colocar os joelhos no chão! Tenho alunos que a sua velocidade máxima é semelhante a um adulto a andar! Tenho alunos que não entendem onde termina o campo……..

Tenho isto tudo, e sinto muitas vezes que estou a ensinar chinês a algo que devia ter no seu ADN os princípios mais básicos das capacidades coordenativas e condicionais.

Este ano haverá prova de aferição de expressões no 2º ano do 1º ciclo, e muitos desses alunos não têm atividade física conforma consta na sua matriz. Este é apenas um exemplo paradoxal do como a atividade física é abordada nas escolas e da importância que lhe dão.

Fica a proposta e a qual subscrevo:

Alunos deveriam ter Educação Física nas escolas todos os dias

(LUSA via Público)

As recomendações mundiais para crianças e adolescentes vão no sentido de que devem acumular no mínimo uma hora por dia de actividades livres ou estruturadas que envolvam movimento físico a um nível pelo menos moderado. Em Portugal, os alunos do ensino básico têm três tempos lectivos semanais de Educação Física e, embora Pedro Teixeira reconheça que esta carga horária está actualmente ao nível da média europeia, crê que está mal distribuída.

“O que se passa em Portugal é que por fenómenos de organização dos calendários escolares, este horário é colapsado e é concentrado em um ou dois períodos (por semana), o que acaba por ter consequências negativas na aquisição das aprendizagens e na forma como os alunos se relacionam com a disciplina”, afirmou o especialista em entrevista à agência Lusa.

COMPARTILHE

4 COMENTÁRIOS

  1. Olá! Estava a gostar de ler até à parte “os diabetes”. A forma correta é a Diabetes, uma vez que é o nome de uma doença autoimune. Este tipo de erros tira a credibilidade do autor.

  2. Neste momento a bateria de testes de aptidão física em vigor nas Escolas Portuguesas é o FITescola. Os valores de referência a serem utilizados são ligeiramente diferentes. De qualquer modo todo o artigo é bastante pertinente pois os resultados em geral não são muito diferentes do anterior fitnessgram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here