Início Escola Tem a palavra… Professor Paulo Costa

Tem a palavra… Professor Paulo Costa

288
0

A Educação dos Pais

frase-tornar-se-pai-e-facil-dificil-e-se-lo-wilhelm-busch-136334Falar de indisciplina na escola pública é falar de uma realidade que não se pode escamotear, pois nela desemboca toda a sociedade e todas as suas contingências. A escola é a projeção do meio onde está inserida e terá exatamente os mesmos problemas se não se atuar de forma diferente.

A (in)disciplina é, antes de mais, um problema familiar. Os valores que (não) são transmitidos em família ficam aquém dos essenciais para que as crianças saibam respeitar quem os rodeia: pais, irmãos, amigos, professores, autoridade e todos os demais. A ausência destes valores surge de duas realidades distintas: a falta de tempo que os pais têm para estar com os seus filhos e a falta de educação que eles próprios têm.

A evolução social criou algumas barreiras à passagem de valores que, não há muito tempo, faziam parte do quotidiano. Quem se lembraria há vinte anos de legislar, criando multas, a quem se sentasse num local destinado a grávidas ou deficientes ou a quem colocasse os pés no banco da frente? Certamente que não! Esses valores estavam enraizados e implantados pela família.

São estas as crianças e jovens que chegam à sala de aula. “Alunos” a quem não lhes foram incutidas as regras básicas da convivência em sociedade e que os interesses divergentes os levam a querer muito pouco do que a escola tem para oferecer.

E a escola o que faz?

Substituindo a família, gasta a maior parte do tempo numa sala de aulas a pedir aos alunos que se sentem, que se calem, que deixem o professor trabalhar, que façam qualquer coisita.

Este ambiente não é o adequado a um local de aprendizagem, pois a sala de aula é um espaço para se aprender, cumprindo-se as Metas e o Currículo Nacional impostos. Com barulho e com sistemáticas interrupções, o trabalho nunca poderá ser rentável mesmo para aqueles que desejam aprender.

Há que definir o papel da escola e o da sala de aula.

Na sala de aula só devem estar os alunos que não prejudicam as aprendizagens. O aluno tem o direito a aprender e, com alunos perturbadores, esse direito básico está a ser coarctado.

A escola, talvez, deva criar um espaço para se substituir os pais que não cumprem as suas obrigações, educando primeiro para que, depois, possa ensinar os seus filhos.

A indisciplina é, nos dias de hoje, o reflexo da falta de alguns valores que não são transmitidos às crianças que parece que não têm a noção do bem e do mal.

Se o diagnóstico está feito, há que aplicar o tratamento adequado.

Há vinte anos ninguém se lembraria de multar pais pela má educação dos filhos…

Professor Paulo Costa

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here