Início Editorial Srs. Deputados aprendam a lição: nunca mais usem os professores para as...

Srs. Deputados aprendam a lição: nunca mais usem os professores para as vossas propagandas

4153
11
COMPARTILHE

A ILC é muito mais que uma Iniciativa Legislativa de Cidadãos. A ILC é um exercício de democracia, um tomar a palavra pelo povo, aquilo que muitos dizem pretender, nomeadamente o Presidente da República: que os cidadãos devem estar mais presentes na vida democrática. Muito bem! Cá estamos… dissemos presente.

Pelos vistos não gostaram…

A reação de alguns partidos políticos foi esclarecedora. A ILC ainda nem foi submetida e já surgiram reações intempestivas de diferentes quadrantes, nomeadamente do PSD e PCP.

O PCP, o partido que supostamente defende os trabalhadores, foi o primeiro e o mais enérgico a repreender os professores, pela ousadia de tentarem recorrer a quem os representa, os seus deputados, que em 2017, já tinham votado uma recomendação que propunha a recuperação de todo o tempo de serviço docente congelado. No seu comunicado, podemos constatar algumas afirmações que ou revelam ignorância ou simples má-fé.

(…) Independentemente das dúvidas quanto à sua origem e autores, trata-se de uma iniciativa que, invocando a defesa dos professores, contribui para prejudicar os seus direitos e interesses, servindo os objectivos e o discurso do Governo em todo este processo.

(…) Pretende utilizar o descongelamento da progressão na carreira como pretexto para abrir um processo de revisão do Estatuto da Carreira Docente (…)

A ILC nunca pretendeu influenciar uma revisão do Estatuto da Carreira Docente – nada no texto ou no Projeto de Lei pode induzir sequer a tal interpretação. Só alguém com o intuito de criar fantasmas em mentes menos esclarecidas afirma semelhante relação.

A ILC nunca pode prejudicar os professores, pois pretende recuperar todo o tempo de serviço congelado, em 2019. Isto são factos! E se têm dúvidas quanto às origens dos seus autores, ainda bem que as têm, é sinal que não nos conhecem de lado de nenhum, pois não passamos de simples, mas muito nobres professores, independentes e sem intuitos partidários ou sindicais. É tão simples quanto isto…

Quanto ao PSD, estamos perante um exemplo clássico de utilização dos professores para a sua propaganda. Os professores não esquecem o que o PSD e o CDS lhes fizeram, bem como à restante população. Foi por isso de estranhar, ou talvez não, o canto da sereia com que alguns ilustres membros do PSD andaram a bajular os professores enquanto a ILC não surgiu. Porém, na hora “H”, na hora em que a propaganda acaba e o voto começa, é um “pois e tal… afinal… vamos aguardar que o Governo clarifique… desde que peçam desculpa… blá blá blá”. Como costumo dizer, as máscaras vão cair e estes senhores que são eleitos por nós, têm de aprender que estamos numa democracia, que não são donos do povo e não o podem utilizar quando querem e como querem. O povo está farto das vossas jogadas, das vossas falsas verdades, da defesa intransigente de certos setores financeiros, enquanto os mesmos do costume são sacrificados.

Lembro… PS, BE, PCP, Verdes e PAN, todos votaram a favor da recuperação total do tempo de serviço docente congelado e pelo processo de negociação já para 2018. O PSD e o CDS abstiveram-se.

Estamos em junho… O que andam vossas excelências a fazer? De que estão à espera para fazerem uma lei, tal como fizeram com os concursos dos professores, para tornarem factual aquilo que recomendaram há alguns meses? Já não perceberam que as negociações entre o Ministério da Educação e os sindicatos falharam redondamente? Têm consciência que também são responsáveis por terem ignorado o descontentamento docente, e que a greve fortíssima que está a decorrer hoje nas escolas, é também da vossa responsabilidade?

Chegou a hora de falarem verdade, chegou a hora de mostrarem a vossa face! Acabou a “brincadeira” das recomendações ao Governo, das perguntas nunca respondidas, do Poder Legislativo que têm e do qual se servem a gosto do jogo político!

Não usem os professores e a Educação para a recolha de votos. Assumam-se! Cheguem-se à frente ou calem-se de vez!

Esta ILC é uma lufada de ar fresco na nossa democracia, exigimos a vossa coerência, exigimos que falem verdade, exigimos que passem das palavras aos atos. Quem julga que a ILC é apenas para recuperar o tempo de serviço dos professores, está enganado, é muito mais do que isso, é um instrumento que pretende clarificar e apurar quem fala verdade aos professores, quem fala verdade ao povo!

Os professores estão muito atentos a esta ILC, os professores que vão votar nas próximas legislativas e acredito que vão votar em massa pois estão unidos como nunca, e nesse voto, vão seguramente recompensar aqueles que sempre lhes falaram verdade.

Não julguem que podem fazer tudo sem serem escrutinados pelo povo. Lembrem-se que todos vós vos sentastes nas nossas salas de aula. Conhecemos-vos muito bem, exigimos por isso respeito. Ao menos isso. Respeito!

Alexandre Henriques

Professor, pai, autor do Blogue ComRegras e membro da Comissão da Iniciativa Legislativa de Cidadãos

In Público 20-6-2018


Para assinar a ILC é ir ao seguinte link:

Iniciativa legislativa | Consideração integral do tempo de serviço docente prestado durante as suspensões de contagem anteriores a 2018, para efeitos de progressão e valorização remuneratória

Instruções em vídeo:

COMPARTILHE

11 COMENTÁRIOS

  1. Muito obrigada Alexandre.

    Eu já fui filiada no PCP e desde as últimas eleições deixei de ser, porquê? Não interessa.

  2. ALEXANDRE não o conheço pessoalmente (trocamos ultimamente uns mais) mas não posso deixar de o felicitar e de lhe dizer que é um orgulho ter alguém como o Alexandre entre nós. Faz-me voltar a acreditar que ainda é uma classe com gente com nível, que não se acomoda, que pensa e que luta. Obrigada por tudo.

  3. Caiu a máscara! O que se depreende deste episódio é que o parlamento, os deputados e os partidos se sentem DONOS DISTO TUDO e não gostam de iniciativas de DEMOCRACIA DIRECTA.

  4. Isso pertence já à “arqueologia”: as iniciativas que o PCP não controla (por muito que defendam quem trabalha), o PCP boicota e destrói. Já acontecia antes do 25 de Abril, em plena clandestinidade, em que chegou objetivamente a denunciar à PIDE combatentes antifascistas que discordavam da sua linha político-ideológica.

  5. Alexandre, já disse isto noutros blogues. Está na hora de criarem um partido politico, um partido de cidadãos, como surgiu em França, Espanha Itália ou Grécia. Estes partidos tradicionais têm os dias contados, com este desempenho e com tanta mentira e jogo sujo só leva à sua queda. Os comunistas vão praticamente desaparecer, contam apenas com alguns velhotes no interior e jovens extremistas. Os do bloco central vão unir-se e caem em conjunto, olhe-se para o exemplo de Espanha e França. Em Portugal no dia em que surgir um movimento como os 5 Estrelas ou o Cidadanos ou mesmo o Podemos, as coisas vão mudar de figura. Tenho a impressão que esta vai ser a última oportunidade para estes partidos. Esta revolta social vai surgir e um partido novo parecerá para servir os portugueses, livre de parasitas, ladrões , mentirosos e desonestos.

    • Obrigado pelo voto de confiança. Mas sou professor, quero continuar a ser professor, a estar na escola, a falar e viver educação 😉

  6. Até já tenho um nome -partido da classe média (desculpem a falta de imaginação, mas os operários estão representados pelo pcp, os ladrões e oportunistas pelo ps e psd, os agricultores e empresários pelo cds, os dos passarinhos, cãezinhos, teatro e artes em geral, pelo bloco e verdes e não há representação para a força motriz deste país ,- enfermeiros, médicos, fisioterapeutas, professores dos vários níveis…funcionários públicos e não públicos,.entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here