Início Escola Pré-Aviso De Greve | De 15 De Outubro a 31 De Dezembro

Pré-Aviso De Greve | De 15 De Outubro a 31 De Dezembro

4412
14
COMPARTILHE

Uma greve que faz todo o sentido e que nem necessita de estar relacionada com a questão dos 9-4-2.

Atenção para este ponto.

Em nenhum destes casos se considera possível as escolas efetuarem qualquer desconto no salário dos professores, pois, pelo facto de estas atividades não estarem integradas ou não terem implicação na componente adequada do horário do docente, elas deverão ser consideradas como serviço docente extraordinário.

COMPARTILHE

14 COMENTÁRIOS

  1. FINALMENTE uma greve como deve ser. Só trabalhamos o que está no horário mais as horas destinadas ao trabalho individual, o que perfaz as 35 horas. Nem mais uma reunião. Vamos a isso.
    Assim não têm por onde pegar. Cumpra-se a lei.

  2. Ainda não é esta a greve certa. A única (e que não será greve) será aquela em que as 35 horas do horário forem cumpridas nos estabelecimentos educativos.

      • Também me agrada a ideia, ainda hoje referi isso mesmo na minha escola. 35h das 9 às 17h e com os recursos da escola. Ainda gostava de ver…

    • Subscrevo.
      Esta é mais do mesmo. Mais tochas para a fogueira.
      Lá vão os sindicalistaa atirar areia para os olhos dos profs e nós todos contentes.

      Sinceramente, acho que já tenho vergonha de dizer que sou professor. A cara que fazem ao olhar para mim…

      E Ainda ninguém me respondeu o que acontece ao pilim dos profs que vai para os sindicatos?
      20,00€ (1%) x 10,000 profs = 200,000.00€ /mês. Cadê? Quase 3,000,000.00€ /ano.

      • Se verificar o que é que os sindicatos fazem, pode ser que perceba para onde vai o seu “pilim”, quanto a esta greve, não prejudica os alunos e mostra ao Ministério a carrada de tempo a mais que nos pedem todas as semanas nas Escolas e que nós oferecemos!

    • Defendi esta tese, no início de toda esta problemática – ministra Maria de Lurdes Rodrigues, com a possibilidade de escolha dos docentes: trabalhar a tempo pleno na escola, regime de exclusividade, com a devida compensação ou não o fazer. Nesse tempo, ou pouco antes, ainda existiam professores, nomeadamente no regime noturno, mas não só, que acumulavam. Liminarmente não aceite pelo Colega delegado sindical. Que as escolas não tinham condições, que a luta não era essa, etc., etc.

  3. E… nem um minuto mais… e, com as condições existentes (quero lá saber se há ou não – – como diria o outro “temos pena”).
    Desde a miluzinha que o digo!

  4. Tenho lido que se não estiverem no nosso horário marcadas horas para reuniões, caso elas aconteçam devemos pedir a redução de componente não letiva nessa semana. Basta um mail à direcção ou há algum procedimento especial ?
    obrigada

  5. A sério prof Alexandra? Mesmo? Normalmente não respondo a sindicalistas. SOU PROFESSOR COM MUITO GOSTO. E a minha maior alegria tem sido ao longo dos tempos ver os alunos tornarem-se homens e quando passam por mim, alguns , a maioria já nem conheço, dizerem “olá professor” ou “é o meu professor”. NÃO HÁ DINHEIRO QUE ME PAGUE ISTO.
    Agora vocês sindicalistas, estão a pôr em nós uma imagem deplorável. Ainda não viram que todos estão contra nós? E quanto mais se mexe na m€r&@ mais mal cheira? Que parte não perceberam?
    Perceberam tudo? Então só querem justificar o vosso ordenado sem aulas dar e a mamar às custas dos palermas que ainda vos pagam para nos envergonharem?!

    Já agora diga lá onde foi gasto o pilim…vencimentos para sindicalistas que não dão nem preparam aulas? Hem….?
    Mordomias para os ditos cujos? ….?
    Bem haja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here