Início Notícias PISA 2018 | Resultados Dentro Da Média Europeia E O Problema Das...

PISA 2018 | Resultados Dentro Da Média Europeia E O Problema Das Desigualdades Económicas

388
3

Hoje é dia de PISA! O documento da OCDE que é utilizado como guia e argumentação de muito boa gente. Tem valor, sim, mas a nossa realidade e os seus problemas estão bem diagnosticados e não é o PISA que vai trazer mais investimento para a Educação. Não é apenas um problema de dinheiro, mas é efetivamente um problema de dinheiro, neste caso de falta dele…

Do estudo, realço as desigualdades económicas como o principal obstáculo ao sucesso escolar, e a indisciplina escolar que será analisada num artigo à parte. Sobre as desigualdades, como já referi no passado, enquanto a escola não terminar na escola, as desigualdades e o nível de literacia dos pais vão determinar grande parte do (in)sucesso dos alunos.

Fica um resumo e os links para algumas notícias.

Felizes, ansiosos, competitivos e anti-bullying: o retrato dos alunos portugueses

Desigualdades económicas continuam a limitar sucesso dos alunos

PISA 2018: Desempenho dos alunos cai a ciências e mantém-se a matemática e leitura

Jovens portugueses reforçam resultados acima da média da OCDE

COMPARTILHE

3 COMENTÁRIOS

  1. Para mim o mais interssante é o seguinte: China, Singapura no topo do ranking,. Países da Europa em declínio.
    O que ninguém fala, também não interessa muito, a adorada Finlândia a cair em todos os indicadores desde 2003. Em 2018 dá um sério tombo a Matemática… A Finlândia implementou um modelo flexível de educação com trabalho por projectos e , supostamente, com os alunos a serem os mobilizadores do conhecimento… Os resultados estão a descambar? Estão. Aguardemos, com grande expectativa, os resultados dos alunos portugueses abrangidos pela flexibilidade…
    Era bom que alguns, nomeadamente no ME, meditassem seriamente no que se passa nalgumas Escolas Públicas nacionais e colocassem os interesses do País, à frente da sua ideologia pedagógica… Pede-se, simplesmente, a verdade e algum pragmatismo, mas, a julgar pelos directores que vamos ouvindo, e pelas formações que vamos frequentado, só quando batermos no fundo do poço é que veremos que aleija… Não há emenda … e ainda nem sequer chegamos à fogueira de vaidades e ideias bacocas que será uma educação tutelada pelos municípios…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here