Início Escola Que peso deve ter o comportamento na avaliação dos alunos?

Que peso deve ter o comportamento na avaliação dos alunos?

575
3

É a próxima sondagem do ComRegras. Um tema muito interessante e que não é consensual. Digam de vossa justiça comentando, votando e já agora partilhando 😉

Obrigado.

[socialpoll id=”2476570″]

COMPARTILHE

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando diz que não deve contar para a avaliação quer dizer que deve ou não ser ponderada como uma área de avaliação? certo? A minha posição é que o comportamento não é uma área de avaliação mas sim um parâmetro ou critério de avaliação e como tal não deve ser ponderada nem quantificada, o que não quer dizer que não deve ser avaliada e considerada já que pode ser um factor que está a influenciar a aprendizagem e merecer por parte do professor uma intervenção. No entanto, o comportamento não é um fim em si mesmo mas, digamos, uma condição importante para garantir o sucesso do processo ensino-aprendizagem. Desta forma acho que as áreas de avaliação devem centrar-se naquilo que o professor ensina como objectivos de instrução e aprendizagem, de forma a tornar claro para todos os intervenientes o que os alunos devem aprender em cada uma das disciplinas em que o conjunto delas deve ser factor de promoção de valores, atitudes e comportamentos. Mas isso implica mudanças profundas nos sistemas de avaliação e na organização dos instrumentos de avaliação e quais os seus objectivos. Este é um problema relevante na avaliação e nas escolas. A verificação do documento que se denomina “critérios de avaliação” é possível verificar que tem tudo menos critérios. Áreas, que não são de ensino, ponderações e percentagens e pouco mais ou quase nada. Mas tudo isso merece outra análise e discussão que não é possível realizar aqui.

    Letrée

    • Concordo caro José. Mas se os professores passam cerca de 20% da aula a lidar com situações de indisciplina, não deve esta contar para a avaliação?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here