Início Editorial Pais que são pais não podem ser apenas amigos dos filhos

Pais que são pais não podem ser apenas amigos dos filhos

1366
0
COMPARTILHE

Existe uma grande diferença entre a minha geração (40 anos) e a geração dos meus pais. Vejo a relação dos meus amigos/colegas para com os seus filhos e até a relação que eu tenho com a minha filha e constato diferenças muito grandes.

A educação do passado era uma educação claramente mais física e punitiva, enquanto que a educação atual centra-se muito mais no diálogo e tolerância.

Qual a mais correta? Sou da opinião que deve existir um equilíbrio entre ambas e que a componente física só deve ser utilizada como último recurso.

Mas até que ponto é que os pais da minha geração, na tentativa de serem em primeiro lugar amigos dos filhos, não estão a cometer um erro fatal na sua educação?

Pais que são pais, têm que ser em primeiro lugar pais, devem estabelecer limites, regras claras, ter a capacidade de dizer não e orientar o seu educando na difícil viagem que é a infância e principalmente a adolescência.

Alguns pais cometem o erro de pensar que se repreenderem/castigarem o(s) seu(s) filho(s), eles deixarão de partilhar a sua vida consigo. É normal os filhos não partilharem tudo, é mesmo assim, os pais não têm de saber sempre tudo e há conversas que devem ficar com as amigas e amigos. Existe uma distância geracional e os interesses individuais são muito diferentes.

A ideia do pai/mãe sempre presente não é uma boa aposta, haverá uma fase em que os nossos filhos quererão o seu espaço, a sua autonomia, afastando-se o mais possível da infantilização. Cabe aos pais perceber esse momento e encarar a idade da “gruta” como um processo natural da vida dos seus filhos.

Os filhos devem ver os pais como um farol de estabilidade emocional, um porto seguro, onde podem pedir ajuda se assim entenderem. Mas deve existir uma barreira, os pais não devem colocar-se ao nível dos filhos, tal como um professor não deve colocar-se ao nível dos alunos. Existe uma hierarquia que determina o modus operandi de ambos, e esta hierarquia é a forma mais natural e salutar de educar e fazer crescer os nossos filhos/alunos.

Recomendo leitura do artigo publicado no site Observador

Até que ponto os pais devem ser amigos dos filhos?

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here