Início Escola Pais levantam uma série de questões sobre a greve dos professores

Pais levantam uma série de questões sobre a greve dos professores

4698
7
COMPARTILHE

Fica o comunicado da Federação Regional de Lisboa das
Associações de Pais – FERLAP.

COMPARTILHE

7 COMENTÁRIOS

  1. Entendendo o problema de alguns pais, eu também os tenho, friso que a Escola nãon é o local onde se deixam filhos para se poder ir trabalhar… Mas, infelizmente, tornou-se quase nisso!

  2. Texto que enviei para o endereço de correio eletrónico do senhor que assina isto:

    Ex.mo Senhor Isidoro Roque,

    A linguagem dos direitos é muito boa de articular. Fica mal manipular. E falar sem saber.

    Mas aquilo que é direito ou deixa de ser resulta da lei. O senhor tem direito a trabalhar. Os professores têm direito a fazer greve e a não ser substituídos durante a greve.

    Essa garantia existe para que a greve sirva para alguma coisa.

    Se não gosta da lei, candidata-se a deputado e propõe mudá-la. Ou faz uma petição com uns milhares de assinaturas e talvez consiga.

    A lei proibe explicitamente (é ir ver antes de escrever asneiras) a substituição de trabalhadores em greve. E isso gera coimas pesadas a quem o permitir.

    Os ATL funcionarem fora dos seus horários normais é substituição de trabalhadores em greve. Logo qualquer diretor que o permita estará a cometer uma contraordenação muito grave.

    Paga o senhor a coima?

    Pois é…. uma greve é uma coisa chata. E os professores fazem falta…. Pois….

    Lamenta-se ver que o fascismo epidérmico antigreves (e para mais ignorante) chegou aos dirigentes das Associações de Pais.

    Cumprimentos,

    Luís Braga

    • Faço minhas as suas palavras. Realmente, parece que o direito à greve é de todos com exceção dos professores. Que eu saiba, todas as greves para terem impacto, têm de incomodar. Os pais devem ter um plano B como sempre aconteceu ao longo de décadas. Parece-me que a atual geração de pais só enxerga o seu próprio umbigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here