Início Escola Orientações Para O Trabalho Em Psicologia Educativa Nas Escolas

Orientações Para O Trabalho Em Psicologia Educativa Nas Escolas

217
3
COMPARTILHE

Estas Orientações, construídas num diálogo intenso e construtivo com a Ordem dos Psicólogos Portugueses, visam apoiar os psicólogos no exercício das suas atividades, sobretudo tendo em conta a produção de nova legislação sobre inclusão e currículo e o desenvolvimento de várias medidas de apoio ao desenvolvimento de um sentimento de pertença em cada aluno: apoios tutoriais específicos, programas integrados municipais, sinalização precoce de dificuldades, reforço da educação estética e artística, entre tantas outras medidas que visam a geração de sentimento de felicidade e bem-estar junto dos alunos.

Fonte: DGE

COMPARTILHE

3 COMENTÁRIOS

  1. Já faltava mais um documento para orientar profissionais qualificados para as suas funções… Não deixam nada onde não possam pôr o ”bedelho” e fazer a turba vislumbrar a luz… Como tudo isto me faz lembrar a saudosa MLR.
    É o que temos …

  2. Será que todos são qualificados?
    Como são regulados os acessos dos psicólogos ao serviço nas Escolas e Agrupamentos?
    No ano letivo anterior, trabalhei numa Escola onde, incompreensivelmente, não me entregavam avaliações psicológicas, nem Relatórios de evolução ou retrocesso dos alunos acompanhados, para que eu, como titular de turma pudesse orientar e complementar o trabalho, contactavam-se pais sem meu conhecimento, convocavam-se para reuniões… Enfim, fazia-se tudo o que em 38 anos nunca vira fazer e que, nem as colegas da Ed. Especial, com formação superior à minha, fazem.
    Compreendi depois, por acaso- na Escola, a psicóloga tinha o mestrado em psicologia forense e criminal…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here