Início Professores contratados Olá avó,

Olá avó,

Como está o tempo no céu?

2191
1
COMPARTILHE

Olá avó.

Como está o tempo no céu? Ando um pouco desaparecida é verdade, mas ultimamente têm faltado as palavras. A culpa é deste tempo cinzento e frio. Sim, já sabes que gosto de te escrever no parque, sentada num banco de madeira, sob os raios de sol.

Mas hoje escrevo-te por um motivo diferente. Escrevo-te, porque uma das crianças perguntou-me: Sandra, o que é a felicidade? Explicar a uma criança o que é a felicidade não é muito difícil. Os adultos têm mais dificuldade de entender a simplicidade das coisas, dos momentos, dos sentimentos.

Felicidade é barrar Planta numa fatia de pão de casa. É comer bolachas Maria ao lanche, molhadas num copo de leite. Felicidade é acordar com o cheirinho a papas Pensal. É o sabor do teu puré de abóbora que mais ninguém sabe fazer. É ficar sentada no cimento, comendo um corneto de morango depois de vir da praia com os primos.

Felicidade, é quando regressamos à casa da avó, com os joelhos esfolados, sujos de terra, depois de brincarmos à bola com os primos, com os amigos dos primos, com os vizinhos. É o cheiro a café na hora do lanche servido com um papo seco torrado. Felicidade é jogar ao pião, enquanto esperamos pela hora do almoço.

É quando punhas o prato de canja com massinhas de letras, onde a palavra amor se formava, a arrefecer em cima do muro. É tomar banho numa banheira de latão e cheirar a sabão natural.

Felicidade é saber que o tio nos traria uma pastilha Gorila, quando voltasse do café, depois da hora do almoço. É o cheiro a sabão azul, na pia de cimento, onde esfregavas a roupa. É saber que iríamos todos juntos pela estrada do ribeiro abaixo, até à festa da igreja do Espírito Santo.

Felicidade, é saber que no dia do Divino Espírito Santo dos barcos, iríamos estar todos juntos no barco do avô. Comendo lapas e camarões, bebendo Bongo e saltando para aquele mar de aguas claras.

Felicidade é chegar ao fim-de-semana, levada pela mão da mãe, de mala às costas, até à tua casa. É o dormir num colchão junto à tua cama e poder sentir-te tão perto, tão presente.

Felicidade é a saudade que sinto, é o carinho com que guardo as memórias vividas na tua casa. É saber que o mundo pode mudar de cor, mudar de forma, mas que a casa da avó Maria, será sempre a casa da avó Maria.

Felicidade é tornarmo-nos adultos, mas ainda assim guardar um pedacinho da criança em nós. É em cada amanhecer, sobreviver muito de ti em mim.

A Felicidade é haver Marias…avós Marias. A avó daquela, a avó do outro, a avó de muitos outros. Não uma Maria qualquer…a minha Avó Maria.

Sandra Silva

COMPARTILHE

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here