Início Editorial Ninguém chumba no 1°período

Ninguém chumba no 1°período

829
2
COMPARTILHE

Hoje foi dia de voltar à sala de aula, aquele espaço que é uma seca para muitos e uma obrigação para tantos, quer para alunos quer para professores…

Sejamos realistas, a maioria dos alunos preferia estar em dezenas de outros sítios em vez da pouco apelativa sala de aula. É quase impossível a escola conseguir competir com tanto estímulo exterior e dificuldades internas, os alunos frequentam a escola mais por obrigação do que por gosto. É factual!

Mas a obrigação não precisa de ser vista como algo negativo, num mundo onde a facilitismo impera, onde tudo é tão acessível, a escola mantém os alunos na realidade que nem tudo se consegue ficando sentado no sofá em whatsapps, Facebooks e seus parentes.

Para muitos, as notas do 1°período foram uma chapada da inevitável realidade, foram 3 meses perdidos que colocaram alguns alunos no final desta longa corrida. Haverá quem a sinta e tente recuperar o tempo perdido, haverá quem prefira assumir a derrota, culpando terceiros pelo seu fracasso. Para os primeiros o futuro será risonho, pois os professores não são cegos e sabem reconhecer o esforço e consequente evolução, para os segundos, resta acreditar que a maturidade lhes traga algum juízo e sentido de responsabilidade.

Digo e volto a dizer, os alunos têm sempre a última palavra apesar de toda a adversidade. Acreditem que sei o que estou a dizer, não foi fácil em 12 anos frequentar 13 escolas entre muitas outras coisas…

A escola, os seus diretores e professores, apesar de toda a conjuntura, não devem pactuar com facilitismos que apenas iludem os nossos jovens e que dão a sensação que o mundo é fácil. A escola não pode estar em “saldos” ou saltar de “promoção em promoção”, apesar de muitas vezes dar essa perceção… A escola para ser respeitada precisa de liderar pela exigência, pelo rigor e assumir a sua responsabilidade.

Não quero com isto dizer que a escola não se deve atualizar ou adaptar à realidade, deve, precisa, mas isso não quer dizer que tenha de fazer o trabalho que é da responsabilidade do aluno.

Hoje foi dia de regressarmos à nossa segunda casa, uma casa tão complexa, cansativa, mas ao mesmo tempo tão imprevisível e estimulante. E se algum aluno pensa que já está chumbado, engane-se. Como se costuma dizer, isto não é como começa, é como acaba…

Vamos a isso meninos 😉

Alexandre Henriques

2 COMENTÁRIOS

  1. Uma realidade. Um texto claro, objectivo e representativo do que é a nossa vida, na nossa segunda casa. E optimlsta também, positivo. Bom ano e que se consiga fixar numa escola “perto de si”. Tem razão no que escreve,digo—lhe eu, uma veterana . Para quem ensinar é um prazer, mas não com todos, nem sempre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here