Início Notícias Ministério da Educação acha difícil reverter contratos das cantinas escolares

Ministério da Educação acha difícil reverter contratos das cantinas escolares

95
1
COMPARTILHE

Se a saúde pública não é motivo suficiente para rescindir contrato, então não sei o que mais poderá haver para justificar aquilo que me parece óbvio.

As refeições devem voltar à escola, são queixas demais para ser tudo uma coincidência… Ao contrário do que diz a Secretária de Estado Alexandra Leitão, não me parece que os diretores tenham assim tanto trabalho por voltarem a incluir esta vertente na sua gestão escolar.

Em declarações à Lusa, a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, considerou que este é um processo “difícil, uma vez que foram agora celebrados contratos” para os próximos três anos lectivos.

“Não excluímos à partida, mas há dificuldades nesse processo de reversão. Não é fácil, mas é algo que podemos de forma concentrada, pensar. É preciso fazer contas e pensar nos prós e nos contras”, defendeu, acrescentando que a opção defendida pelo PCP e BE iria também agravar o trabalho que as direcções escolares já têm.

Uma coisa é certa, este assunto tomou proporções impensáveis e as equipas de fiscalização criadas e bem pela Tutela, devem atuar em conformidade.

Ministério acha “difícil” reverter contratos das cantinas escolares

(Público)

1 COMENTÁRIO

  1. O que é verdadeiramente difícil é afrontar os lobbies que incham, financeiramente, pois claro, à custa do Estado e os tentáculos que se entaliscam para dentro dos partidos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here