Início Rubricas Os 10 Mandamentos da Segurança Para Professores

Os 10 Mandamentos da Segurança Para Professores

1313
0
«Face à queixa da classe docente devido à violência nas escolas, o Ministério da Educação emitiu prontamente um despacho com medidas para resolver essa situação e dar mais autoridade e segurança aos professores.

OS 10 MANDAMENTOS DA SEGURANÇA NA ESCOLA:

1-Formação gratuita em Karaté, Judo, Boxe, Kung-Fu e Jiu Jitsu (despesas de deslocação por conta do professor; pomadas e bálsamos para a artrose e reumatismo não estão incluídas)

2-Facultativo, mas altamente aconselhável: formação em Língua Gestual. (motivo: ver o 7º mandamento. Não estejas com pensamentos pecaminosos, porque não é “Não adulterarás”! Esse é o mandamento da Bíblia).

3-Embora o uso de equipamento de proteção seja facultativo, recomenda-se a sua utilização como traje do professor dentro do estabelecimento de ensino e arredores (a aquisição na plataforma “Minis Tér e o Amigo” dá direito a uma pomada para hematomas, aspirinas e um útil kit de maquilhagem que disfarça tudo, até as rugas da idade; oferta de umas fantásticas canadianas forradas a veludo cor-de-rosa ou azul celeste se for um dos primeiros 100 a encomendar)

4-À entrada da escola os encarregados de educação terão de passar por um gabinete de triagem e ser-lhes-á atribuída uma pulseira.

a) Portadores de pulseira verde – nunca deixar aproximar dos possuidores de pulseiras de outras cores. São as pulseiras prioritárias! Se tiverem a sorte de terem uma visita de uma destas pulseiras, recomenda-se o prolongamento da reunião até ao fim do horário de atendimento. Contudo, se vier o casal tenha cuidado, pois a certa altura os dois estarão a desentender-se quanto à culpa por alguma coisa que corre menos bem e no fim acabarão por descarregar em cima de si. Nesse caso e na eventualidade de se ter esquecido do nosso kit, como está em minoria, não se esqueça de dizer sempre que sim acenando com a cabeça de modo convincente e sorrindo com amabilidade.

b) Recomenda-se que, nas reuniões com pulseira amarela, estejam presentes elementos da escola a acompanhar o diretor de turma sentados dos lados de uma mesa onde o DT deverá distar o mínimo de 2,33 metros do visitante.

c) Para os casos dos portadores de pulseirinhas laranja, serão encaminhados para salas com vidro separador para se estabelecer uma conversação que se deseja muito próxima e salutar com recurso a telefones com fios.

d) No caso das pulseiritas vermelhas, para não ter o dissabor de ficar à espera à entrada, sugere-se o encaminhamento para a sala de chutos e pontapés de material degradado por um período não inferior a 15 minutos antes de entrar na sala de reuniões com separador de vidro à prova de tudo, incluindo som. Caso o portador de tal pulseira se canse e deseje faltar à reunião, ninguém deverá ficar ressentido.

e) Se lhe aparecer alguém sem pulseira, deixamos-lhe um conselho – fuja.

5-Uma boa estratégia educativa para não ser confrontado com insistentes visitas de encarregados de educação, é convencer os seus colegas a:

-não marcarem tpc, pois os pais não têm tempo de os fazer;

-não fazerem testes difíceis, porque se os alunos tiverem uma nota baixa a culpa é dos professores que não souberam ensinar;

-não darem notas baixas, pois se os alunos estiverem a respirar sem saírem do lugar nem perturbarem irremediavelmente a aula, já merecem uma boa avaliação,

-e, de preferência, jamais contrariarem a vontade dos meninos nunca os privando da companhia do telemóvel, pois o estado de privação poderá provocar reações secundárias imprevisíveis.

Segundo estudo convincente, o uso desta metodologia tem produzido excelentes resultados para a saúde dos professores que a aplicam e evitado conversação, biras e atos de violência, refreando a frequência de visitas de pais à escola.

6-Em certos corredores aconselha-se que a travessia seja efetuada com prudência por professores organizados em pares (para transmitirem uma imagem de boa convivência, evidentemente), sem se esquecer de olhar para os dois lados antes de atravessar (o uso de fones nos ouvidos também é recomendável).

7-Se algum pai lhe aparecer à porta da sala sem convite, olhe para o fundo do corredor e tente decifrar o que os assistentes operacionais lhe tentam dizer em Língua Gestual (lembra-se do 2º mandamento? Se lhe escapou, temos pena!)

8-Aconselhamos os professores a não levarem carros demasiado novos para a escola. Carros velhos são a melhor opção. Não dão nas vistas e são perfeitos para não se notarem riscos. Certifique-se que tem o pneu suplente em condições. Se mesmo assim não resultar e não conseguir descobrir o autor, aconselhamos a verificar a profissão dos pais dos alunos. Bate-chapas e mecânicos debaixo de olho.

Estacionar longe é sempre uma boa solução. Preserva a viatura e acaba por ceder lugar aos pais que gostam de transportar os filhos mesmo até à porta da escola.

9-Se um aluno evidenciar sinais de violência, aconselha-se ao professor a evacuação da sala antes de tomar um Xanax. Não se esqueça que o aluno tem sempre razão, pelo que o preenchimento do relatório para entregar ao DT, na direção e a informação aos pais são obrigatórios, assim como o encaminhamento para tutoria, uma reunião para debater a situação e a marcação de reunião com a psicóloga (não, não era para si, mas também pode ser). Convoque os pais para uma reunião, mas não se esqueça de avisar a triagem para lhes atribuir a pulseira vermelha). Depois, aí sim, finalmente poderá tomar o seu fármaco.

10-No caso de ter instaurado um processo disciplinar a um aluno, sugere-se que contrate um guarda-costas, arranje um disfarce, altere o trajeto para o trabalho, faça um seguro contra todos os riscos à sua viatura e um seguro de saúde, estacione o seu veículo o mais longe possível da escola e entre nesta pelo portão das traseiras. Se cumprir este procedimento simples, garantimos que tudo correrá bem sem causar grandes transtornos na sua rotina diária.

PS (não, não é propaganda ao partido, é mesmo “post scriptum”): não aceitamos devoluções dos kits de proteção. Mas pode sempre ligar para a linha verde “Minis Tér e o Amigo” e aguardar que seja atendido (alertamos que seja muito paciente e cortês face ao tempo de espera, pois também atribuímos pulseiras virtuais antes de passarmos a chamada a um assistente).

PS outra vez: embora ainda não tenham sido testados, estes procedimentos foram exaustivamente elaborados num gabinete em ambiente controlado com espécimes virtuais.

PS novamente: se algum professor for sadomasoquista, então esqueça tudo o que leu até aqui e boa sorte.»

Texto do colega Carlos Santos

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here