Início Rubricas Interposição judicial?

Interposição judicial?

1156
9

A liberdade de expressão é uma conquista inalienável do 25 de Abril… A minha solidariedade para com o professor Duilio Coelho e a minha total estupefação para com o Secretário Geral da FENPROF, Mário Nogueira.


Falo em nome pessoal e faço-o porque os valores que norteiam o meu contributo enquanto mãe, cidadã, profissional e afins me obrigam a tal.
Sindicalizei-me em 1993!…era o primeiro concurso e as papeladas eram hieróglifos sem Pedra de Roseta. Coimbra, Praça da República. SPRC. Atendimento personalizado por um delegado sindical chamado Mário Nogueira. Sim, o próprio! Solícito, orientou-me (mais umas colegas novatas)…recordo o momento porque me trouxe alívio e gratidão.
Hoje, questiono o que terá acontecido a este “meu” Mário Nogueira… Sou ingénua, tótó e trouxa,… Alguém me explica estas crueldades da vida? Tudo porque a notícia de que iria ser interposta uma acção em tribunal, com base numa frase que surgiu aqui na página, deixou-me zangada e procurei o “porquê”.
Encontrei isto:
1- Uma ASSOCIAÇÃO que não chegou a nascer
“Precisamos um encontro afim de dar corpo à Associação. A data tem de ser o mais conveniente e consensual possível de forma a reunir um grupo considerável. Eu pensei num sábado, 19, 26 deste mês ou 3 de dezembro de 2016 . Tudo ficaria pronto para que os colegas de Lisboa fizessem o registo na segunda-feira.” https://oduilio.wordpress.com/…/uma-data-antes-do-natal-pa…/

2- Um blog, como tantos outros que se pronuncia sobre a nossa profissão, divulga posts de outrém, apela à partilha de opinião e acção,… Deixo alguns exemplos.
“Cardápio das reivindicações na mão, com um mundo maravilhoso logo ali ao lado, sedução no sorriso de circunstância, e um discurso que encanta, conta os prodígios do novo governo das esquerdas.
Não é tempo de lutas, mas de ilusões! As batalhas serão adiadas em nome da obediência à Europa e à economia. Tudo em nome da estabilidade!
Os protagonistas mais novos aceitam tranquilamente, esperam anos melhores, bem lá para a frente, conformistas esperam o tempo, os que tem tempo. Desesperam os que viram logo ali à esquina os dias tranquilos da liberdade, que afinal não chegou, e para a qual trabalharam uma vida.” https://oduilio.wordpress.com/2016/10/16/ilusionismo/

“Cada vez mais considero que os sindicatos têm uma missão confundir, complicar, dividir e tratar da vida dos seus representantes. Basta! Tenho andado a adiar mas amanhã vou acabar com a minha sindicalização de 38 anos e mais uns dias.”https://oduilio.wordpress.com/…/tem-a-palavra-ana-paula-co…/

3- Alguém que quer mudar a nossa situação e que, tal como já foi aqui falado, criar estruturas alternativas perante a insatisfação das posturas sindicais.
https://oduilio.wordpress.com/…/24/pode-alguem-ser-quem-na…/

É crime? Quantos de nós, aqui, em páginas pessoais e/ou oficiais de várias entidades e/ou órgãos ligados à Educação, não manifestaram já opiniões?…apelaram à acção?…injuriaram e ameaçaram (cada qual com tempero da respectiva personalidade!!) isto, aquilo, aqueloutro, bla´bláblá e assim?
Interposição de acção judicial?…bem podem!…Há dinheiro dos associados, certo?! Hum…mas esse dinheiro não é para defender a causa docente?
Estou baralhada, mas, enquanto ingénua, tótó e trouxa, parece-me que aqui há “istórias” mal contadas.

Helena Goulão


* Artigo publicado originalmente na página Graduação Para Um Único Concurso e com pedido de divulgação

COMPARTILHE

9 COMENTÁRIOS

  1. Talvez Mário Nogueira esteja a errar o alvo!!!
    Não percebo sequer as razões para se indignar com um colega que conheço como moderado, não recorrendo a insultos ou palavras ofensivas para com ninguém!

  2. Não gostei do texto. Está mal escrito e mistura alhos com bugalhos.
    E não fiquei esclarecida sobre o que efectivamente foi ou não dito.

    Mais, o que alegadamente terá sido dito e reproduzido em relação ao secretário geral da Fenprof é grave. Se, e se, tiver sido assim.

  3. “Estou baralhada, mas, enquanto ingénua, tótó e trouxa, parece-me que aqui há “istórias” mal contadas.”

    Essa é a questão – como foi mesmo esta “istória”?

    Há que apurar.

    Isto é grave e sério.

    • Ana, enquanto, assumidamente, “ingénua, tótó e trouxa” só posso aconselhar que apure. Apure a gravidade e a seriedade do que se escreveu… Talvez, quiçá certamente, consiga desvendar esta “istória”.
      Agradecia que partilhasse o que apurar. Estou sempre disponível para esclarecimentos. Obrigada.

  4. Pelo 1º ciclo
    Inicia-se hoje mais uma semana em que vais trabalhar mais 400min do que os teus pares

    Compensam-te com um ano a marcar passo, facultativo! Alguém te perguntou se querias tal negócio?

  5. É preciso ter lata, há liberdade de expressão, o colega pode muito bem dizer o que lhe apetecer sobre todo e qualquer sindicato, a FENPROF não sabe mesmo onde gastar o dinheiro dos associados (e do orçamento de estado), simplesmente vergonhoso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here