Início Escola Inquérito | Se não houver entendimento, os professores já decidiram a próxima...

Inquérito | Se não houver entendimento, os professores já decidiram a próxima forma de LUTA

2047
3
COMPARTILHE

Os blogues ComRegras e DeAr Lindo uniram esforços e realizaram um inquérito que decorreu entre os dias 31 de outubro e 14 de novembro, com o intuito de conhecerem a opinião dos professores sobre a sua forma de LUTA preferencial.

Tendo em conta a importância do dia de amanhã, fica a certeza que os professores não se vão calar e estarão dispostos a endurecer a sua luta.

Responderam a este inquérito, 2796 professores.

3 COMENTÁRIOS

  1. – greve a exames e avaliações está minada pelos serviços minimos.
    – greve a aulas por tempo prolongado é financeiramente impraticável para um conjunto de pessoas
    – recurso a tribunal, só com patrocinio de um grande escritório de advogados, algo dificil de conceber dada a promiscuidade entre esses escritórios e os governos…
    – greve de zelo, vigilias e manifestações são o modelo mais pragmático na conjuntura atual. Aliás, suspeito que de forma informal, muitos já vão cumprindo greve de zelo…

  2. Não sou mais do que nenhum outro colega, apenas, na minha humilde opinião acho que o governo só nos vai ouvir quando os conseguirmos incomodar, e para os incomodar temos de incomodar os pais e os alunos….greve às avaliações, greve por um dia não “incomoda” o suficiente, tem de ser uma greve sobre a qual eles nãp possam mais gozar com a nossa cara e começar a levar-nos a sério, porque afinal colegas, somos muitos.Imaginem escolas fechadas por uns dias, com os pais sem saber onde deixar os filhos ou se vão ter aulas ou não ….é claro que os pais vão ficar zangados conosco, mas isso também vai encher os ouvidos do governo….infelizmente isto já chegou ao fundo do lamaçal da falta de respeito e do que pode ser minimamente aceitável numa carreira desgastante como esta que temos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here