Início Rubricas o que fica, daquilo que passou

o que fica, daquilo que passou

87
0
COMPARTILHE

Em final de ano letivo costuma-se fazer um balanço. Balanço em jeito de avaliação. O que valeu, o que compensou, o que se aprendeu, o que se cresceu. Coisas boas e coisas menos boas, ou mesmo coisas más. Afinal o que fica de um ano letivo repleto de coisas? Habitualmente este é um tema de conversa. Dá para um bloco de 90 minutos ou para mais, consoante a idade e a disponibilidade para os balanços.

Este ano e por via desta referência, propus-me fazer algo diferente. Deixar a conversa e mostrar alguns apontamentos sobre o que este ano letivo, este que agora termina, me/nos deixou. Afinal sou um profundo defensor que um dos problemas de muitos alunos é a falta de sentido ao trabalho escolar. Falta de sentido por assumida dificuldade em perceber o que se faz, o caminho percorrido, para o que vale o que se faz e aprende na escola. Se assim é, nada melhor que deixar a teoria e meter-me na prática, deixar-me de conversas e mostrar, dar a ver o que foi o ano letivo.

Pessoalmente peguei em diferentes imagens (500, mais concretamente) que fiz ao longo do ano (das aulas, dos meus apontamentos no quadro, de alunos, de mim mesmo) e (com ajuda de uma das muitas APPs que por aí existem) criei um pequeno filme (pouco mais de 90 segundos) que mostrei aos alunos. Era ver a sua cara de espanto.comecei pela imagem do dossiê de direção de turma no início e, obviamente, terminei com imagem do mesmo dossiê em final de ano – apenas para se ter uma ligeira ideia do trabalho administrativo dos professores (muito dele não contabilizado socialmente porque não é com alunos).

Foi um ano inteiro reduzido a pouco mais de 90 segundos. Tempo mais que suficiente para ouvir comentários (pertinentes e disparatados), perceber sorrisos (de surpresa e de espanto), pressentir uma ou outra lágrima (entre saudade e algum arrependimento), ver o pessoal a apontar a sua figura e a de outros, a dar conta que, afinal o tempo passou por nós.

A partir daqui as propostas de trabalho ao aluno, o que ficou deste ano? Por um lado, na/da disciplina. Por outro, da escola. Afinal o que levo para o futuro deste ano letivo. Pode ser uma frase, pode ser uma imagem que se tenha captado (ou roubado). Pode ser um item (um caderno, a mochila…). Pode ser um saber aprendido (um conceito, uma ideia), algo do programa que nos tenha deixado algo (pelo conteúdo em si, ou pelo contexto em que se falou ou se abordou). Mas pode também ser uma competência, algo que aprendemos a fazer ou a ser ao longo do ano.

E, acreditem, registei algumas surpresas (boas e menos boas) sobre aquilo que fica.

Manuel Dinis P. Cabeça

Coisas das aulas

05 de junho, 2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here