Início Notícias FENPROF acusa ME de não ter aberto 713 vagas a professores que...

FENPROF acusa ME de não ter aberto 713 vagas a professores que cumpriam todos os requisitos para vincularem

417
4
COMPARTILHE

O extraordinário seria existir um concurso único com as vagas REAIS disponíveis para os professores vincularem… Enquanto isso o Ministério de Educação dá a sensação que está a cumprir as recomendações da União Europeia, com os constantes concursos “extraordinários”.

A Federação Nacional de Professores (Fenprof) acusou, nesta segunda-feira, o Ministério da Educação (ME) de não ter aberto 713 vagas para entrada no quadro no âmbito do concurso de vinculação extraordinária, cujos resultados foram conhecidos em Julho passado.

Na altura, a Fenprof já tinha denunciado que o ME tinha calculado por baixo as vagas que pôs a concurso e exigiu que o ministério lhe apresentasse a listagem que fez dos docentes contratados que cumpriam os requisitos para se vincularem. O ministério recusou, alegando que aqueles dados eram confidenciais.

4 COMENTÁRIOS

  1. O que é isso de “concurso único”?
    Lista de graduação onde os colegas dos contratos de associação estão nos primeiros lugares?

    • Onde todos concorrem ao mesmo tempo, onde as vagas estão acessíveis a todos e existe um respeito efetivo pela lista de graduação. Os contratos de associação é uma questão mais complexa.

  2. Esta questão está absolutamente mal colocada.
    Não faz qualquer sentido falar em “professores que cumpriam todos os requisitos para vincularem”.
    Vincula-se numa vaga.
    E quem declara a vaga não é o Ministério mas sim a escola, cada escola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here