Início Sociedade Em 2020, está a par das novas regras de pagamentos e levantamentos...

Em 2020, está a par das novas regras de pagamentos e levantamentos de dinheiro?

284
0

A entrada em vigor em Portugal de uma diretiva europeia sobre serviços de pagamentos traz várias alterações na forma como até então realizávamos os nossos pagamentos. O objetivo é simples, medidas de segurança reforçadas para que todos possam usufruir da gestão dos seus pagamentos ou levantamentos em segurança.

Quais as alterações a saber?

Cadernetas Bancárias

As cadernetas bancárias são uma das primeiras alterações no mundo dos pagamentos e levantamentos. Estas perdem a capacidade de serem usadas para levantar ou transferir dinheiro. Isto acontece porque a diretiva considera que as cadernetas como meio de pagamento não cumprem regras necessárias para possuírem uma autenticação forte. Em 2020 as cadernetas vão assim ter o seu uso restrito e vão ser usadas apenas para consultar movimentos e saldos.

Bandas Magnéticas dos Cartões Bancários

Outra mudança significativa consiste nas bandas magnéticas dos cartões de débito e crédito que deixam de servir para pagamentos nas vendas presenciais, passando apenas a ser usado o chip. Esta mudança pretende mais uma vez reforçar a segurança.

Cartão Matriz

O cartão matriz usado em movimentos nas contas bancárias online, vai também deixar de fazer parte do nosso dia-a-dia. A possibilidade de aceder à conta via internet ou através do telemóvel será possível, mas ficará sujeita a mais uma medida de segurança, o que já acontece com algumas entidades bancárias.

Em 2020, todos as entidades bancárias irão passar a enviar um código por mensagem de texto para o telemóvel dos clientes quando estes pretenderem aceder às suas contas, ou então um elemento biométrico, como é o caso da impressão digital ou o reconhecimento facial de modo a diminuir o risco de fraude.

Sendo tudo isto em prol da conhecida autenticação forte. De acordo com o Banco de Portugal, este termo refere-se a um procedimento realizado pelo banco ou prestador de serviços de pagamento com o objetivo de validar a sua identificação e a legitimidade da sua utilização do serviço de pagamento.

Este procedimento de segurança será assim obrigatório em grande parte das operações de pagamento eletrónico e no acesso online às contas. E irá servir como uma proteção extra aos clientes em todos os processos que possam envolver um risco de fraude ou outros abusos.

Crédito ao Consumo

O Banco de Portugal divulgou ainda que irá ocorrer uma descida relativa às taxas máximas dos créditos ao consumo. No caso dos créditos para compra automóvel, a taxa vai baixar de 9,6 para 9,5%. No caso dos cartões de crédito e contas descoberto será cobrada uma taxa máxima de 15,7%, no caso do crédito pessoal 13,4%.

Por último, a utilização dos dados impressos no cartão de crédito como elemento de autenticação em compras online deixará de ser aceite na União Europeia.

Neste momento os clientes poderão manter a normalidade e ainda é possível utilizar os dados do cartão para pagamentos online, embora durante um período limitado, de acordo com a informação divulgada pelo Banco de Portugal.

Este período tem como objetivo minimizar o impacto da mudança e por consequência oferece um tempo adicional para a adaptação necessária a todos os cidadãos perante as novas regras. De modo a que, no momento esperado, todos já estejam familiarizados com as alterações.

Apesar das várias mudanças que poderemos encontrar este ano, também existem regras que não irão sofrer alterações e que, portanto, irão continuar tal como as conhecemos. Como é o caso dos cartões de refeição e cartões pré-pagos que vão continuar a ser usados com a banda magnética, isto porque se destinam a pagamentos de compras e serviços pré-limitados e previamente definidos.

Reduniq: na vanguarda dos pagamentos

A Reduniq, empresa portuguesa responsável por disponibilizar ao mercado soluções para aceitação de pagamentos com cartões dos principais sistemas de pagamentos internacionais, através do TPA físico com tecnologia contactless, conta com várias opções que vão de acordo com o futuro dos pagamentos eletrónicos.

O Terminal de Pagamento Automático (TPA) é um sistema de pagamento que visa facilitar as transações comerciais. Aceitando cartões bancários portugueses e estrangeiros para pagamentos eletrónicos. Não esquecendo a tecnologia contactless, que oferece um melhor serviço aos seus clientes tal como um pagamento mais rápido e conveniente.

O TPA possui inúmeras vantagens, tais como, mais facilidade nos pagamentos para clientes com a tecnologia contactless referida acima (não é necessário inserir código pessoal em pagamentos até 20€) e para empresas (os pagamentos são transferidos eletronicamente para a conta da empresa).

Todas estas alterações terão implicações no modo como os clientes realizam os seus pagamentos, levantamentos ou como gerem os seus serviços e contas. Contudo, todas estas implicações irão contribuir para a melhoria e segurança de todos e pretendem facilitar os processos envolvidos de uma forma bastante benéfica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here