Início Escola Eis As Horas Extraordinárias Dos Professores Que O Ministro Da Educação “Desconhece”

Eis As Horas Extraordinárias Dos Professores Que O Ministro Da Educação “Desconhece”

4338
4
COMPARTILHE

A mais recente sondagem do ComRegras é especialmente dedicada ao Sr. Ministro da Educação. Nela se constata que os professores são convocados para um sem número de reuniões em horário pós-laboral, as intituladas “horas extraordinárias”. Estas horas não são compensadas, não são pagas, são simplesmente oferecidas pelos professores, ao abrigo da sua carolice e alguma parvoíce

O Ministro da Educação mais uma vez ignorou a realidade ou propositadamente omitiu, passando uma imagem para a opinião pública que simplesmente não corresponde à realidade.

Mas se por acaso está a dizer a verdade, só revela que está completamente a leste da realidade. Se assim for, espero que rapidamente dê ordem aos seus diretores escolares para que acabem com um sem número de atividades em horário pós-laboral.

Os resultados da Sondagem ComRegras confirmam o que já se sabia, a grande maioria dos professores (cerca de 80%) teve reuniões intercalares, tendo por isso sofrido um agravamento da sua carga laboral nos últimos tempos. Para se ter noção da dimensão da “carga”, cerca de 26% dos inquiridos indicou que foi obrigado a estar 10 ou mais horas na escola, além do seu horário de trabalho. 

Por isso Sr. Ministro, este conjunto de “atividades” que o senhor diz que são “fantasias” sindicais existem mesmo. Quem é professor sabe bem o tempo que os seus glúteos foram pressionados em cadeiras mais ou menos desconfortáveis e dizer-se que nada disto existe, é mais uma desconsideração da sua parte para com a classe docente.

Mas aqui entre nós que ninguém nos ouve… O Sr. Ministro há muito que sabe disto não é verdade?

Ficam os resultados e obrigado a todos os que votaram.

Alexandre Henriques

COMPARTILHE

4 COMENTÁRIOS

  1. A sondagem do comregras não permitia uma resposta fácil a quem está a fazer greve às horas extraordinárias. Admito que muitos colegas em greve tenham respondido que não fizeram horas extraordinárias nestas semanas, o que não deixa de ser verdade. Assim, o número de professores convocados para serviço docente extraordinário deve ser ainda superior aos 80%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here