Início Escola Diretores de escolas temem a descentralização. E os professores também…

Diretores de escolas temem a descentralização. E os professores também…

123
0

Filinto Lima, presidente da ANDAEP, mostrou ao CM a sua preocupação quando ao processo de municipalização escolar, chegando mesmo a referir dois exemplos:

“O pessoal não docente passa a pertencer às câmaras em todo o ensino básico e secundário, mas a gestão do dia a dia deve ser feita por nós e temos receio que haja uma imposição ao nível dos horários por parte das autarquias”

 

“Se o presidente for sensível à área da educação, vai colaborar. Se não for, pode levantar problemas e complicar a vida da escola. Ou seja, este processo não pode estar tão dependente da figura do presidente da câmara”

Apesar das autarquias ficarem restritas às infraestruturas, pessoal não docente e apoios sociais, todos sabemos que as escolas são há muito pretendidas pelas Câmaras Municipais. Os dinheiros envolvidos e as influências do meio escolar, são demasiado tentadores e será preciso um Presidente de Câmara com “P” grande para não se meter onde não é chamado, mantendo a escola num mundo à parte, não lhe tirando aquilo que lhe pertence.

Mas não pensem que o dedo das autarquias ficará à parte das questões pedagógicas. Pode não ser a regras, mas é certinho que irá acontecer… A partir do momento que a municipalização escolar imperar, rapidamente os resultados escolares serão analisados e associados a mandatos autárquicos. Um diretor pressionado, pressionará os seus professores e este efeito de bola de neve poderá colocar em causa o ex libris do trabalho do professor – a avaliação dos seus alunos.

Estamos perante um mix que levou a uma queda significativa da Suécia no ranking educativo. Por um lado uma maior autonomia das escolas que consta da reforma “flexibilização pedagógica”, por outro a municipalização escolar. Claro que as realidades são distintas, claro que o perfil do aluno português não tem nada a ver com o aluno sueco, claro que na Suécia chegaram muitos imigrantes que perturbaram os “certinhos” dos seus alunos, mas mesmo assim, convém estar atento ao que se passou por lá, talvez evitemos erros semelhantes…

Diretores de escolas temem descentralização

(Correio da Manhã)

Suécia. Ascensão e queda de uma reforma educativa

(Observador – Alexandre Homem Cristo)
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here