Início Notícias Diretor castigava alunos com duches frios

Diretor castigava alunos com duches frios

1850
3
COMPARTILHE

A situação passou-se no Agrupamento de Escolas Dr. Azevedo Neves, na Amadora, o diretor de então, José Biscaia, obrigava os alunos a tomarem duches frios de 15 a 20 minutos, por vezes no inverno, quando considerava o comportamento dos jovens inadequado.

Sou apologista de medidas corretivas ajustadas à infração do aluno, se o aluno risca uma mesa deve limpá-la, se um aluno atira um papel para o chão deve apanhá-lo e assim sucessivamente.

Este processo criativo de “gelar” alunos pelo seu mau comportamento é claramente excessivo e cai no âmbito do autoritarismo.

A disciplina deve em primeiro lugar conquistar-se, este tipo de “ditadura” não resolve nada, é abusiva e os alunos também têm direitos.

O diretor já foi afastado por queixas dos próprios professores.

O caso motivou queixas de pais e está a ser investigado pelo Ministério Público, tendo sido já ouvidas diversas testemunhas. Um aluno de 13 anos, que frequenta o 6º ano, contou ao CM sobre o castigo de que foi alvo.

“Estava numa aula, respondi mal ao professor e ele disse que eu tinha de ir à direção. Cheguei lá e o diretor disse que não se responde mal ao professor e que era para eu ir tomar banho. Eu perguntei porquê e ele disse que ele é que mandava”, contou o aluno, prosseguindo: “Fui para o balneário, e o contínuo disse para entrar para o duche. Tinha de estar nu e tomei banho de água fria cerca de 15/20 minutos. Depois saí e fui ter com o diretor. Ele perguntou se o banho foi bom e eu respondi ‘óbvio que não’”.

(…)

O responsável da escola já foi afastado pelo Ministério da Educação, na sequência de um processo disciplinar motivado por queixas de professores devido a irregularidades na gestão do agrupamento. Os castigos com duches frios aos alunos não terão sido analisados no âmbito do processo disciplinar instaurado pela Inspeção-Geral da Educação.

(…)

Funcionário confirma “oito ou dez alunos” Um funcionário da escola, que solicitou anonimato, confirmou ao CM as punições aplicadas aos alunos, nas quais colaborava por ordem do diretor José Biscaia. O assistente operacional confirma que já foi ouvido pelo Ministério Público. “Fui ouvido no Tribunal da Amadora. Fui chamado porque houve pais que fizeram queixa do diretor, por este dar banhos de água fria aos alunos que se portavam mal. Eu, como funcionário, fui lá depor porque fornecia as toalhas que me eram solicitadas”, contou ao CM, acrescentando: “Eu ficava ali um bocadinho no balneário com eles quando o diretor se ausentava. Ficava ali mais cinco ou 10 minutos, para ver se eles não se iam embora ou paravam de tomar banho”. O assistente diz ter conhecimento de castigos aplicados a “oito ou dez alunos”, rapazes e raparigas. “Não era o mais correto, mas tinha de cumprir as ordens. Ele era o diretor”, referiu.

Diretor castiga alunos com duches frios

(Correio da Manhã)

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here