Início Escola DGAE Não Tem Resposta Para A Falta De Professores

DGAE Não Tem Resposta Para A Falta De Professores

7875
4

No dia 18 de janeiro publiquei um artigo onde uma encarregada de educação lamentava a falta de alguns professores desde o 1º período.

A encarregada de educação que por acaso também é professora, expôs a situação à Direção-Geral da Administração Escolar.

Elisa Manero Rodrigues, Professora, 48 anos e mãe de ************ aluno do **** da Escola ************** vem por este meio expor a seguinte situação:

Em Setembro de 2018 o meu filho iniciou o 7º ano sem o Professor de Português. 

No início  do mês de Novembro o horário foi aceite por uma Professora que se encontrava em fim de gestação e desde meados do mês de Novembro o meu filho está sem Professor de Português. 

A situação é altamente penalizadora para todos os alunos e não se sabe qual será o impacto orçamental para as famílias se os alunos continuarem nesta situação. Relembro  que no fim de ciclo esta disciplina tem exame obrigatório.

Assim solicito que sejam operacionalizados todos os meios para que a situação seja resolvida para bem dos alunos, da escola e das famílias.

Com os melhores cumprimentos


A DGAE remeteu-se para a legislação em vigor e pouco mais pode fazer. O problema é bem mais fundo e a falta de professores irá ser cada vez mais recorrente. Diz o bom senso que quando começam a surgir os primeiros problemas a situação deve ser encarada de frente e não deixar arrastar.

Não sei se o Ministério da Educação está a fazer alguma coisa, mas é bom que comece a pensar numa solução.

Os professores até são flexíveis mas ainda não conseguem dividir-se em dois…

Fica a resposta da DGAE enviada pela encarregada de educação.

Exma. Sra. Encarregada de Educação,

No seguimento do documento rececionado por esta Direção-Geral, cumpre informar que compreendemos a vossa preocupação, contudo, a Direção Geral de Administração Escolar operacionaliza os comandos legais existentes, nomeadamente em termos de normas concursais, Decreto-Lei nº 28/2017, de 15 de março, na redação em vigor, cumprindo os requisitos legais em vigor, no que concerne ao processo de seleção, recrutamento e mobilidade de docentes, respeitando a preferência  manifestada pelos docentes.

Com os melhores cumprimentos

COMPARTILHE

4 COMENTÁRIOS

  1. Que português macarrónico! Gostei da repetição de “em vigor”. Deve beber muito leitinho…
    Mas em boa verdade adorei “a (DGAE) operacionaliza os comandos”. Bestial. Vamos longe, vamos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here