Início Escola Mais conselho pedagógico, menos diretor…

Mais conselho pedagógico, menos diretor…

222
7

Parece que será esta uma das mudanças a breve trecho nas escolas. Os conselhos pedagógicos passarão a ter uma maior influência, algo que já aconteceu no passado. Agora em que modos e em que áreas… só a tutela saberá.

E já que estamos a falar numa maior democracia para as escolas, considero fundamental duas alterações.

  • Eleição do diretor pela comunidade educativa.
  • Eleição das chefias intermédias (coordenadores de departamento) pelos membros do departamento.

Também seria giro a…

  • Criação de uma parcela para um orçamento participativo, onde a comunidade educativa pudesse decidir em que área gostaria de melhorar a sua escola.

Ministério da Educação a favor do reforço dos conselhos pedagógicos

(Público)

A secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, revelou nesta terça-feira que o Ministério da Educação é favorável ao reforço do papel dos conselhos pedagógicos das escolas, onde estão representados professores e representantes dos pais. Esse será um elemento de “uma eventual alteração do regime de gestão” actualmente em vigor, que instituiu a figura de director, indicou ainda.

COMPARTILHE

7 COMENTÁRIOS

  1. Boa noite,
    o pior erro é o Presidente do CP ser o Diretor. Ora, dar mais poderes ao Conselho Pedagógico… parece abstrato demais, Urge que o Presidente do Conselho Pedagógico seja um membro docente de um departamento. De resto , o diretor não devia ter assento sequer no CP… não sei bem como, mas apenas um órgão executivo das deliberações do CP ou de outro modo teremos mais do mesmo.

  2. Espero que o Governo não se fique pelo “nim”: reforço do Conselho Pedagógico e manutenção da figura do Diretor. Isto é mudar para que tudo fique na mesma. Por favor, não nos enganem!!! No meu entender, a palavra “diretor” não combina nada bem com sufrágio universal. Além disso, tem adquirido conotações e denotações muito pouco convidativas. “Presidente” soa muito melhor, não acham?

  3. Gostaria de ver a sua proposta para a eleição do diretor pela comunidade educativa. Quem elege e de que forma? Uma pessoa, um voto? Votos por corpos? Quem é exatamente a comunidade educativa?
    Só assim a sua proposta é analisável.
    Quanto à eleição do coordenador pelos professores de departamento, presumo que se refere a uma eleição aberta, porque agora já existe uma eleição limitada. Se for uma eleição aberta, concordo plenamente.
    Orçamento participativo é algo que não faz sentidos. Que dinheiro sobra, depois das despesas necessárias na maior parte das escolas? Zero.

    • Olá Alberto. Sobre a comunidade refiro-me naturalmente aos docentes, não docentes, delegados de turma (aqui provavelmente só no caso do ensino secundário) e representantes de pais.
      Sobre a eleição dos coordenadores, sim, refiro-me a uma eleição sem restrições.

  4. O diretor nunca devia presidir ao Conselho Pedagógico, nem a lei conter essa possibilidade. O Presidente do Conselho Pedagógico devia ser um professor eleito pelos elementos que fazem parte do mesmo.
    O diretor deve se eleito num colégio eleitoral alargado.
    Se eu acredito que o Governo de António Costa vai deitar , pia abaixo, a trama seminal da teia legislativa urdida por MLR???
    Era algo de completamente diferente…

  5. Já não era sem tempo ! A mudança para a democracia é urgente ! Basta de tanta politiquice inconsequente e maléfica para a democracia das escolas !!! Já estamos no século XXI e o tempo do reitor já foi há 200 anos!!! Sejamos inteligentes ! Basta de patetices balofas !!! A ditadura já lá vai ! Pretensamente findou em 1974 com o 25 de abril !!!! Respiremos ar puro e ajudemos o ensino a ser realmente democrático !!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here