Início Rubricas Comentário da Semana | O Estado da Educação

Comentário da Semana | O Estado da Educação

683
0

A Tempestade Perfeita Que Levou À Falta De Professores

Cansaço, tristeza, saturação… 47 anos e sinto-me defraudada nas minhas expetativas, desrespeitada profissionalmente e como cidadã deste país pequenino (a pequenez não é no tamanho, é no sistema que todos permitimos que se instalasse e criasse raízes profundas). E agora querem acabar com o 2 ciclo… caso isso aconteça, será o momento para eu sair. Não sou professora de 1 ciclo, não quero ser e não foi esse o contrato que eu assinei. Será que os professores de 2 ciclo podem processar o ME e o governo por quebra de contrato? Quanto à falta de professores, foi-se construindo e agora… temos pena! Desenrasquem-se!” Elisabete Simões Rasquete

 

Cara colega. Com 55 de idade, 32 de profissão, inúmeros cargos desempenhados, milhares de horas de formação, acham que tenho capacidades para recomeçar do 0? Já vi tanta mudança nestes últimos anos que só me apetece bater com a porta. Poupava muito dinheiro na farmácia e em médicos. É a saturação absoluta.”  António Neto

 

Caros colegas, a nossa luta não pode ser feita de lamentos (fala-vos quem tem quase 61 anos e 38 de serviço) mas de luta séria e honesta. O atual governo despreza-nos e desprestigia-nos perante a sociedade, lança mentiras sistematicamente e quer fazer acreditar que somos uns previligiados. Basta de insultos, a classe merece mais. Merece respeito e dignidade. O 1. Ministro e o Ministro da Educação não merecem a nossa confiança.”   João Carlos Ferreira Gaspar

Parlamento Dá Sinais Que Quer Acabar Com O 2º Ciclo

Mais uma vez se põe o carro à frente dos bois. E professores com formação adequada para esta mudança? Bolas, ha 29 anos que assisto a reformas consoante os governos e nenhum avalia o que de bom e mal foi feito para, aí sim, reformar reformulando.”    Anabela Melo Ribeiro

 

Andam a fazer experiências com os alunos e os professores sem se preocuparem com as consequências! Ignorância e falta de bom senso qb!!!!!!”     Margarida Maria

Quanto Devem Valer Os Testes Na Avaliação Final Do Aluno?

Gostei do texto. Concordo em grande parte. No entanto, o principal objetivo da nova legislação não é o de mudar os métodos de ensino ou melhorar as aprendizagens. Para isso era necessário investimento: mais professores, turmas mais reduzidas, mais e melhores recursos didáticos, informáticos e pedagógicos, instalações desportivas dignas do nome, etc etc.
O objetivo desta nova legislação é diminuir o número de retenções, colocando sobre o professor aquilo que deveria ser da responsabilidade do aluno: aprender.
Bem sei que é polémico mas acredito que ao professor cabe ensinar e ao aluno aprender.
Como um médico deve saber fazer cirurgias e passar receitas e o doente deve seguir à risca as instruções e tomar o medicamento.
Com esta legislação os “médicos” que somos nós temos não só de saber passar uma imensidão de receitas ao mesmo tempo, mas ainda certificar que os doentes tomam os medicamentos. Como se não fosse no interesse do aluno aprender e a culpa seja nossa se não estuda.
Com esta legislação, e para não andarmos em hipocrosias, acabava-se era com a avalição. Toda!
Mera frequência da escola e no final do ensino obrigatório uma palmada nas costas e um “boa sorte a conseguires ler um jornal ou pagar uma conta”.”  Roberto Linhares

Governo Não Autoriza Contratação De Substitutos Para Auxiliares Mortos Ou Reformados

Um governo que prometeu mundos e fundos sem ter dinheiro.Um governo que orgulha-se de ter o maior crescimento económico de todos os tempos mas não refere que foi à custa do consumo privado através do crédito de casas, carros, viagens, smartphones, etc. Um governo que adora mandar bitaites para outros países quando consegue inflamar a sua própria “casa”. Exemplos disso: guerra dos professores começando pela promessa de progressão da carreira. Pelas ultrapassagem de escalões colocando professores contra professores e mal visto perante a restante sociedade! Guerra com os enfermeiros contra médicos e restante sociedade. Contra as força de segurança protegendo que prevarica. Guerra contra os bombeiros envolvendo a Proteção Civil.
Não deveria um governo tentar mediar os conflitos de uma sociedade em vez de ajudar à inflação que se assiste hoje em dia? Creio que muitos cidadãos comuns fariam melhor.”  Paulo Jorge

 

Comentários retirados da página do Facebook do ComRegras

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here