Início Concursos Basta! Os concursos que terminem em julho! Mereço ir de férias descansado!

Basta! Os concursos que terminem em julho! Mereço ir de férias descansado!

12698
0

Estou farto! Quero ir de férias descansado! Quero ir de férias sem pensar se vou ter acesso à Internet, sem pensar se vou ter largura de banda suficiente, sem gastar dinheiro em Internet móvel! Sem roubar mais tempo à família para candidatura aqui, preferência ali, colocação acolá.

Quero desligar!  Quero ter o direito a desligar! Basta de escola! Estou de férias, porra! Mereço estar de férias!

Não foi suficiente o trabalho e dedicação que tive durante o ano? Não foi suficiente a fartura de horas extraordinárias?

Porque fazem isto? Porque fazem isto todos os anos??? Porque me obrigam a pensar em trabalho quando só quero ser igual a todos os outros…

Custa assim tanto antecipar 1 mês às colocações finais? Custa assim tanto que as necessidades permanentes sejam preenchidas em junho e as temporárias em julho?

Faz algum sentido os professores passarem as férias a tratar de concursos?

Esta indignação e revolta é multiplicada por muitos milhares de professores todos os anos, e pelos vistos ainda está para nascer o ministro que dê a devida importância e dignidade a esta questão, apesar de todas as promessas feitas…

Já o disse e reafirmo, não conheço outro país onde tanta tinta e tanta energia seja gasta para um simples concurso. Quando a coisa emperra é um ai Jesus para o respetivo Ministro de Educação, para o seu Governo, mas principalmente para os professores e alunos. Não faz sentido!

Numa época onde a tecnologia ultrapassa a capacidade humana, como é possível prolongar angústias até ao final de agosto?

Este ano, pela primeira vez os prazos são conhecidos antecipadamente, se tudo correr conforme o previsto, teremos as primeiras colocações na 2ª quinzena de julho. 3 meses e meio depois da candidatura… 3 meses e meio… É ridículo!

Por isso fica o pedido em jeito de desafio…

Espelho meu, espelho meu, haverá algum ministro capaz de despachar os concursos de professores até 31 de julho?

Diretores querem concursos e colocações resolvidos mais cedo

“Em relação a essa questão concreta [ da contagem do tempo de serviço], julgo que está ultrapassado”, diz ao DN Filinto Lima, da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas. “No início das validações das candidaturas, aqui há uns tempos, houve de facto dúvidas, mas através de perguntas que fizemos à DGAE ficou esclarecido. Admito que algumas escolas ainda estejam a invalidar essas candidaturas”, acrescentou, “mas, reclamando, esse tempo é recuperado. O concurso tem várias fases que protegem os candidatos se tiverem razão”.

No entanto, reconheceu também, este tipo de questões, associadas ao tempo necessário para os professores saberem se ficam ou não colocados – e onde -, acabam por ser um transtorno cíclico: “Não tem lógica um professor só a 31 de agosto ficar a saber se fica colocado em Bragança ou no Algarve”, considera.

Fiquem com as fases para o concurso deste ano.

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here