Início Rubricas Aula da tarde

Aula da tarde

Ou de como as nossas crianças mostram sinais físicos de sobrecarga lectiva

8524
1
COMPARTILHE

Desta vez são três da tarde.

Não é muito tarde, mas já tiveram “praí” quatro horas de aulas: três de manhã, o almoço, o recreio, outra aula, e agora eu.

Está tudo agitadíssimo. Nem é propriamente o barulho, ainda que o exista!

É a inquietude, o formigueiro, os corpos a pedir para não estarem mais sentados nas mesmas cadeiras e nas mesmas posições em que estão desde as nove…

A Jéssica resmunga que a Vera tira cera dos ouvidos.”Que noiiiijo, pára com isso!”

O Frederico mete uma régua inteirinha à boca, fica com um ar distorcido, mas não se engasga nem nada e eu fico a pensar como conseguiu enfiá-la toda lá.

O Tomé, colega de carteira, prepara-se para fazer o mesmo com a tesoura , mesmo a tempo de eu dar por ela e o impedir.

O Tó hoje não está a fazer os vocalizos do costume para copiar o sumário…gane,grasna, bale, relincha e cacareja, eu juro que cacareja!

É aqui que eu intervenho outra vez,depois de já lhe ter perguntado se queria sair um pouco e ir lavar a cara à casa de banho,depois dos colegas se terem queixado meia dúzia de vezes, intervenho :

“Então, Tó, que se passa?”

“Estou em modo quinta”.

Redirecciono, sem gritar. Com uma mansidão que eu não sabia ter.(Este é o menino que tem ataques de raiva e parte tudo, leva tudo à frente.)

“Eu quero em modo aluno de inglês, pode ser? Em modo best student in class!!!”

Sorri, suspende os grunhidos animalescos e copia. Minutos depois recomeça. Aquilo não tem nada a ver comigo. Faz-lhe falta para se conseguir concentrar. Nem sei se tem noção que o faz.

O Xano já se levantou umas dez vezes.

A Gabriela já me disse seis vezes que não trouxe o material.

O Luís está a tirar macacos do nariz, como na rima tradicional,mas desta vez é real e não lhe acho graça nenhuma…

O Rodrigo morde a borracha compulsivamente. Digo-lhe que espere, que está quase na hora do lanche e a sandes deve ter menos micróbios.

O Rafa cutuca a Joana da frente com a biqueira dos pés. 30 segundos de tolerância depois, a Joana da frente berra com ele e guincha por mim em seu auxílio.

A Joana de trás prepara-se, finalmente, para encontrar o caderno de inglês, agora que já acabou o recadinho para a Francisca: “Ainda gostas de mim? Ou já não somos as melhores amigas?” Duas perguntas contraditórias, mas com direito a apenas um voto, uma resposta. Dois quadradinhos mal desenhados de opção (?) Sim

Esta malta estava toda a precisar de ir dar dois pinotes lá fora ou isto chama-se Indisciplina?

Marta Pereira, professora e autora do blogue Marta à vista.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here