Início Rubricas As Praxes, sempre na mesma sem nada mudar! Para quê?

As Praxes, sempre na mesma sem nada mudar! Para quê?

124
0

Quanto ao que ainda se apelida de Praxes, e que terão provocado mais mortes dos que as “mediatizadas”, não parece haver vontade (s) de serem diferentes, para melhor, claro!

Estão de tal forma “tão consolidadas” que desagradando à maioria dos nossos concidadãos, não deixam de acontecer, de forma tão “brutal e tão “desnecessária” que até fazem morrer – matam- Estudantes. E nada muda, como em tantas outras situações neste nosso País, que tanto melhor poderia e deveria ser, se todos “nisso” estivéssemos interessados, de facto. Mas, não estamos!

E, trata-se de uma situação – Praxes – que já não acontece, unicamente, só nos inícios dos anos lectivos, nem nas Queimas das Fitas, durante todo o ano “sucedem-se”, e, todos o sabem, mas/e ninguém o assume: saber.

E, a organização destes “eventuais eventos” de Praxe, terão por certo uma hierarquia tão bem estruturada, como a dos Militares, ou até melhor ainda!

E como em tantas outras situações, vamos sempre ciclicamente ouvir/ver “abordar o assunto pela rama”, e tudo esquecer e depois, a tudo voltar. Como nos incêndios a cada Agosto – este ano começaram mais cedo, é do clima ou influências da Trumpalhada! – e as inundações a cada mês de Novembro, de cada ano.

Parece que temos necessidade de nada resolver, e insistir com muitos chefes e ainda  mais chefes, pouca profissionalização, e todos falaram, muito de tudo e de nada, e tudo fica na mesma.

E ao que parece, as Praxes – já não estão claramente pelas ruas, e ainda bem – cá estão em força, tal qual como há um ano atrás, e outro mais atrás e assim por aí atrás. E nada mudou e se assim continuarmos nada mudará!

Uns gostam, outros fazem-nos porque “sim”, outros sujeitam-se hoje para se vingarem para o ano, e tudo arrasta os pés, eternamente.

E já aí está em pleno também o Futebol que já não só ao fim de semana – dia sim dia sim – , e o Fado  – em grande – desculpabiliza tudo e Fátima perdoa, tal como no tempo da Ditadura temos os 3 F´s, em pleno.

E fala-se em Impostos/ supostos, greves de que não as deveria fazer, em livros para “ela e ele” de mais umas minudências, em todos o lados iguais e à mesma hora.

E cada Partido político bloqueia-se nas suas politiquices e não dá um mínimo de espaço a entendimentos com os outros, a bem do País. E as Praxes continuam, os Incêndios em Junho/ Julho/ Agostos, com roubos de armas  – +pelo meio – as Inundações em Novembros, e também os três FFF´s em pleno.

Pena não nos querermos ajudar, todos, todos e cada um, em mudanças positivas! Será fatalidade? Ou o que será?

Augusto Küttner de Magalhães

Ministro não arreda pé no “combate para dar a volta às praxes”

(Observador)

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here