Início Escola As notas das pautas refletem o interesse dos… pais.

As notas das pautas refletem o interesse dos… pais.

364
1
COMPARTILHE

Há 15 anos que dou aulas e todos os anos, em todas as reuniões de avaliação, ouço casos como estes (nomes fictícios):

O Manuel baixou de rendimento, os pais deixaram de atender o telefone e não comparecem às reuniões.

ou

A Sofia tem problemas de comportamento e assiduidade, depois do primeiro contacto, os pais nunca mais responderam às solicitações escolares.

ou ainda…

Só quando pedi ao Marco para informar os pais, que caso não entrassem em contacto com a escola, perderiam os apoios sociais, é que consegui falar com eles…

Devia ser afixada uma pauta do interesse dos pais para com a vida escolar dos seus educandos, onde constasse as faltas às reuniões e contactos não respondidos. O padrão é por demais evidente, alunos com insucesso, problemas de comportamento ou assiduidade, têm por norma pais distantes/negligentes.

O ensino obrigatório que existe até aos 18 anos de idade, não se transformou em interesse obrigatório por parte dos encarregados de educação. Há muito a fazer neste campo.

Muito bons são eles

Eis mais uma expressão que é dita com frequência pelos professores, referindo-se aos alunos. E têm razão! Como é possível um aluno ter sucesso se não tem o mínimo de vigilância/orientação por parte dos pais. Aquilo que temos na sala de aula, é muitas vezes uma concha vazia, estilhaçada por anos de negligência parental.

Como mudamos isto? Trabalhar com os pais é muito mais difícil do que trabalhar com os alunos. Multamos os pais? Retiramos apoios? Concordo. Mas será suficiente???

Julgo que só o tempo poderá quebrar de forma efetiva este alheamento, os alunos de hoje podem ser pais diferentes. O trabalho com alunos e pais deve começar EM FORÇA no pré-escolar, e devem ser reforçadas as entidades que lidam com ambos – escolas, segurança social e comissões de proteção de crianças e jovens.

Os pais foram alunos e os alunos um dia serão pais…

Alexandre Henriques

1 COMENTÁRIO

  1. Alexandre Henriques, enquanto psicologa em meio escolar posso verificar exatamente o mesmo que refere no post. Muito um aluno faz perante a desmotivação e desinteresse que certos pais demonstram e transmitem em casa. Já para não falar em comportamentos e atitudes. Há crianças a ver e a lidar com situações familiares que -sinceramente- não sei como continuam com interesse para fazer seja o que for em sala de aula.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here