Início Notícias A preparação do próximo ano letivo está muito atrasada

A preparação do próximo ano letivo está muito atrasada

2075
0
COMPARTILHE

Há quem pense que os professores ficam de férias depois das aulas terminarem, um erro de mentes pequenas, que julgam que ser professor limita-se a dar umas aulas quase em regime part time.

O mês de julho é por norma um mês muito intenso, pois faz a transição entre o fim do ano vigente e toda a preparação do ano letivo seguinte. Se tivermos em consideração os novos diplomas de Educação Inclusiva, Currículos e massificação da flexibilização, o mês de julho devia ser um ano onde a preparação dos docentes devia estar a todo o vapor.

Como se trabalha em flexibilização? Quais as novas cargas letivas? Que novidades traz o diploma da Educação Inclusiva? Como é que se avalia em projeto/flexibilização? Que disciplinas vão articular? Etc…

Infelizmente vai ser tudo empurrado para o mês de setembro, um mês que tem cerca de 10 dias úteis antes do início das aulas…

Espero sinceramente que amanhã seja o principio do fim desta greve e que o Ministério da Educação entenda que o burnout docente é real, e que os professores não podem ver riscado da sua vida quase 10 anos de serviço com inúmeros cortes à mistura.

Alexandre Henriques

Escolas guardam para Setembro o que deviam estar a fazer agora

(Público)

Há notas de alunos por sair. Mudanças recém-decretadas por aplicar. E as férias dos professores estão à porta. Há directores mais tranquilos, outros mais pessimistas. É o “pior final de ano de que há memória”, diz presidente do Conselho das Escolas.

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here